Presidente da Fundação Palmares: Movimento negro é ‘escória maldita’ que abriga ‘vagabundos’

Equipe HuffPost

O presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, xingou e ridicularizou o movimento negro em reunião a portas fechadas dentro do órgão no fim de abril. Áudios obtidos e checados pelo Estadão mostram Camargo chamar o movimento negro de “escória maldita”, que abriga “vagabundos”.

O presidente do órgão criado com intuito de promover e enaltecer a influência negra xinga o movimento ao ser cobrado pelo ressarcimento de um telefone corporativo, que, segundo ele, desapareceu.

“Eu exonerei três diretores nossos (...). Qualquer um deles pode ter feito isso. Quem poderia? Alguém que quer me prejudicar, invadir esse prédio para me espancar, invadir com a ajuda de gente daqui... O movimento negro, os vagabundos do movimento negro, essa escória maldita. (…) Agora, eu vou pagar essa merda aí.”

O movimento negro, os vagabundos do movimento negro, essa escória maldita.

Ainda na conversa, ele diz que não vai dar em nada o processo que o afastou do cargo entre dezembro e fevereiro. No fim do ano passado, uma decisão da Justiça Federal, derrubada depois pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça), o impediu de comandar o órgão por causa de suas declarações que minimizam o racismo nas redes sociais. “Racismo real existe nos Estados Unidos. A negrada daqui reclama porque é imbecil e desinformada pela esquerda”, defendeu Camargo no ano passado.

Nesta reunião de abril, ele prosseguiu: “Esses filhos da puta da esquerda não admitem negros de direita. Vou colocar meta aqui para todos os diretores, cada um entregar um esquerdista. Quem não entregar esquerdista vai sair. É o mínimo que vocês têm que fazer”.

Vou colocar meta aqui para todos os diretores, cada um entregar um esquerdista. Quem não entregar esquerdista vai sair

O presidente do órgão que homenageia Zumbi dos Palmares aproveitou para criticar o líder quilombola. “Não tenho que admirar Zumbi dos Palmares, que, para mim, era um filho da puta que escravizava pretos....

Continue a ler no HuffPost