Senado americano aprova resolução de romper relações com o Brasil em caso de 'eleições ilegítimas'

Senado americano ameaça romper relações com o Brasil em caso de 'eleições ilegítimas' credit:Bang Showbiz
Senado americano ameaça romper relações com o Brasil em caso de 'eleições ilegítimas' credit:Bang Showbiz

O Senado dos Estados Unidos aprovou uma resolução que promete romper relações com o Brasil caso o país venha a ser comandado por um líder não eleito democraticamente.

A proposta - apresentada pelo senador americano Bernie Sanders e homologada por unanimidade -, tem como objetivo garantir que as eleições presidenciais sejam conduzidas de forma "livre, justa e transparente".

"É essencial que o Senado dos Estados Unidos deixe claro, por meio desta resolução, que apoia a democracia no Brasil. Seria inaceitável que os EUA reconhecessem um governo que chegou ao poder de forma não democrática, pois enviaria uma mensagem terrível ao mundo inteiro. É importante que o povo brasileiro saiba que estamos do lado deles, do lado da democracia. Com a aprovação desta resolução, estamos enviando essa mensagem", afirmou Sanders.

O documento pede, ainda, que o governo reconheça imediatamente o resultado das eleições no Brasil, seja quem for o vencedor.

"Não estamos escolhendo lado nas eleições brasileiras, o que estamos fazendo é expressar a unanimidade do Senado de que o governo dos EUA deve deixar inequivocamente claro que a manutenção da relação entre Brasil e EUA depende do compromisso do governo do Brasil com democracia e com os direitos humanos. O governo Biden reafirma que os Estados Unidos não apoiam nenhum governo que chegue ao poder ao Brasil por meios não democráticos, e declara que a assistência militar é condicional à democracia e à transição pacífica de poder", finalizou Sanders.