'Sempre me masturbei, desde criança', conta Bruna Linzmeyer

Ludimila Honorato
Luciana Prezia/ Estadão

A atriz Bruna Linzmeyer disse que sempre se masturbou, desde criança, e que o ato era visto com normalidade por ela e pela família dela. A declaração foi dada durante o programa Saia Justa desta quarta-feira, 5, que, entre outros assuntos, falou sobre a naturalização da vagina.

Em determinado momento, Astrid Fontenelle perguntou se a artista passou a conhecer melhor a própria vagina depois de ter relacionamentos homossexuais. Ela respondeu que "talvez sim" e contextualizou com a criação que teve em relação ao corpo.

"Eu sempre fui muito livre, eu sempre tive um acesso ao meu corpo muito validado e respeitado por mim e pela minha família. Eu sempre me masturbei, desde criança, tenho muitas memórias de criança me roçando nas coisas e não lembro de ter sido 'isso não pode acontecer'. Eu me masturbava criança, me masturbo até hoje, mas eu acho que o encontro com outras bucetas também é uma possibilidade de pensar na minha própria", contou a atriz. "Então, talvez, acho que sim, talvez eu entendi melhor da minha própria no encontro com a outra", completou Bruna.

Assista ao momento:

A conversa, que envolveu Gaby Amarantos, Pitty e Mônica Martelli, também seguiu para outros tabus sobre a vagina, como formatos, cheiros, cores e o próprio nome que se dá a essa parte do corpo da mulher. "Até nisso está numa cultura popular, um lugar que está muito invizibilizada, muito marginalizada, é muito não falada", disse Bruna.

Pitty comentou que procura dar muita liberdade para a filha Madalena, de três anos, "conhecer o próprio corpo, se investigar, ser dona de si". Mas a cantora retomou a questão, levantada por Bruna, "do limite desse corpo no mundo".

"A gente fica cabreira, a gente sabe que pode acontecer casos de assédio", disse Pitty. A questão é ensinar às crianças, tanto meninas quanto meninos, de que conhecer o próprio corpo é natural, mas que deve ficar no ambiente íntimo e privado da pessoa.