Sêmen doce ou amargo? Dúvidas e curiosidades sobre o líquido (tem até drink)

Mitos e verdades sobre o sêmen

Por Elisa Soupin (@faleparaelisa)

Existem muitos apelidos para o sêmen, a maioria deles não ficam bem em uma matéria. Existe também muito desconhecimento, mitos e inverdades. Para esclarecer e contar curiosidades sobre esse líquido vital, Yahoo! conversou com especialistas e dá dicas, esclarecimentos e fatos inusitados sobre o sêmen.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

O sêmen ideal

"A cor certa é branco-perolado. Se estiver amarelo ou escuro, vale ir ao médico. Pode ser uma infecção", explica Kátia Godinho, fisioterapeuta do programa da saúde da mulher e especialista em uroginecologia, além de sexóloga que trabalha com disfunções sexuais masculinas e femininas. Ela explica que a textura também deve ser observada. "A consistência ideal é viscosa. Se estiver muito líquido, pode indicar ausência de espermatozoides. Podem ocorrer também corpúsculos de lecitina, que são aquelas bolinhas gelatinosas, e estão relacionadas à coagulação do sêmen. Vale checar", diz Kátia. A quantidade do sêmen varia entre 2,5 e 5 ml.

Leia também

Idade, doenças e excitação influenciam volume do sêmen

"Conforme a idade, o volume tende a diminuir. Doenças podem afetar, em casos de diabetes ‘sai’ pouco por exemplo. O grau de excitação e a frequência das relações também podem impactar", explica Marcos Lucon, coordenador de Urologia e Andrologia da Clínica Vivitá.

Poluções noturnas são eternas

Cada homem pode ter entre quatro e cinco ereções noturnas, na fase profunda do sono. "Nos mais jovens, pode haver ejaculação", diz Marcos. Apesar de mais comum na juventude, pode se estender indefinidamente. "Pode acontecer até a morte, ficando mais acentuadas quando não há sexo", explica Kátia.

Dá para ter um orgasmo sem ejacular

"É possível ter um orgasmo e não ter esperma. O gozo tem uma sensação orgástica, mas é possível ter um orgasmo sem ter ejaculação, pode haver muita sensibilidade e prazer sem expelir o gozo. A técnica tântrica ajuda nesse sentido e os homens podem treinar para isso, inclusive", conta Kátia.

O doutor Marcos explica, no entanto, que o fato de não ejacular pode estar relacionado a alguns tipos de doença. "Existem fases de certas doenças, como em casos de diabete avançada ou em pacientes operados na próstata, em que o homem tem o orgasmo, mas não é capaz de expulsar o ejaculado. O sêmen é produzido, mas não é enviado para fora", diz.

Pode engolir?

O hábito de engolir o sêmen do parceiro no sexo oral representa alguns perigos. "Não há risco na digestão propriamente dita, mas pode-se adquirir várias doenças venéreas na orofaringe (garganta), como clamídia, gonorreia, tricomoníase, entre outras", diz Marcos.

O câncer de garganta, inclusive, pode ser originado pela ingestão de sêmen. "Já existem estudos que relacionam esse tipo de câncer à ingestão de sêmen. A parede da nossa orofaringe vai absorvendo vírus, que ficam acumulados naquela área e podem desenvolver tumores. O risco é maior quando há muita rotatividade de parceiros, porque são diferentes bactérias e a possibilidade aumenta", afirma Kátia.

Aquele líquido que vem antes engravida sim

"Aquele líquido serve para lubrificar o canal em que o sêmen irá passar e contém espermatozoides. Por isso, esqueça coito interrompido e aquela história de tirar antes: o risco de gravidez é grande", alerta Kátia.

Contato com sêmen é bom para o humor

"É comprovado cientificamente que mulheres ficam mais felizes após contato com o sêmen. Quando o corpo absorve o sêmen, pela vagina ou pelo sexo oral, acaba absorvendo hormônios anti-ansiedade, como por exemplo a oxitocina, serotonina e a progesterona", diz Kátia.

Espermatorréia, ou seja, liberação de sêmen quando o homem faz cocô

"É normal que isso aconteça. Quando as fezes saem, pressionam a próstata, que expele o líquido que está acumulado por falta de masturbação ou de sexo", conta a especialista.

Porque fica tudo colado, e quando molha fica mais grudento?

"Essa textura do sêmen é o que protege o espermatozóide e faz com que fique colado ao colo do útero por maior tempo, facilitando a fecundação. Em contato com a água, aumenta a viscosidade. Por isso é bom limpar com papel antes de lavar", anotou?.

Se masturbar antes do sexo diminui o risco de gravidez?

Não! Não mesmo! "Apesar da ejaculação frequente poder diminuir a quantidade do ejaculado, não há provas de que possa interferir na chance de gravidez nem há garantias de que muita masturbação antes do sexo funcione como método contraceptivo", explica Marcos.

A alimentação e os hábitos impactam diretamente no gosto -- e dá para mudar

Consumo de muita gordura e carne deixam o sêmen mais amargo. Quem consome muita fruta tem um sabor mais adocicado. E tem dicas para adaptar sabor e textura! "Se um homem quer deixar o sêmen com um gosto mais leve, deve consumir frutas como melancia, kiwi e abacaxi. Agora, se quer o efeito contrário, tente consumir bastante café e cerveja.

Outra coisa que se pode mudar no sêmen é sua textura. Carnes, por exemplo, podem deixá-lo mais amanteigado. Frutas cítricas deixam com sabor levemente adocicado", explica Kátia. Mas vale lembrar que o que altera o sabor é o hábito alimentar e não uma ingestão única.

Além disso, Marcos afirma que há ainda outros fatores "Cigarro e álcool costumam ser ruins. Alimentação adequada e, acima de tudo, uma boa higiene costumam ser benéficos", vamos caprichar no asseio, rapazes.

Sêmen ajuda no trabalho de parto

"O sêmen possui prostaglandina, que induz o parto, então tem sim esse poder", afirma Kátia.

Cuecas influenciam qualidade do sêmen (e do espermatozóide)

"Estudos indicam que homens que usam cuecas boxers apresentam concentração de espermatozoides 25% mais altas do que os que usaram modelos mais justos", explica a sexóloga.

Ejacular no ânus da parceira ou do parceiro causa diarreia?

Não! É mito. "A consistência das fezes pode mudar por conta da presença do esperma, mas não é diarreia", garante Kátia. Diarreia pode não ser o problema, mas vale lembrar aqui que sexo anal sem camisinha é muito arriscado pelo alto risco de contaminação.

Para aumentar o volume

Existem alimentos capazes de aumentar o volume do esperma. "Melhoram a qualidade do espermatozoide e a quantidade de sêmen porque estimulam e excitam a performance sexual", diz. Anote e boas compras: chocolate amargo, espinafre, banana, cenoura, alimentos de cor vermelha, ostras, nozes, castanhas, cogumelos e peixes.

'Sementerapia'

Essa terapia alternativa é baseada no hábito da ingestão do sêmen duas vezes por semana para mulheres. Os benefícios seriam melhoria da pele, diminuição de taxas de câncer no ovário, reforço do sistema imunológico, entre outros. Ainda não há, no entanto, estudos contundentes que comprovem a eficácia desse método alternativo. "Engolir sêmen não deve ser prejudicial, mas por outro lado, nada respalda isso como terapia. Só se for para a alma ou tara sexual", afirma Marcos.

Uso para drinks e gastronomia

Isso mesmo que você leu. Existe um drink que se chama ‘Semence de la Vie’ que é é feito de Amarula, Cherry Brandy, Gin, Yakult e sêmen humano. Há também um livro inteirinho, de 62 páginas, dedicadas a receitas que levam esse ingrediente, o ‘Natural Harvest: a Collection of semem-Based-Recipes’. Topa experimentar?