Sem provas, Trump afirma que foi eleito e 'estão tentando mudar os resultados'

Matheus Ribeiro
·1 minuto de leitura
WASHINGTON, DC - NOVEMBER 05: U.S. President Donald Trump speaks in the briefing room at the White House on November 5, 2020 in Washington, DC. Votes are still being counted two days after the presidential election as Incumbent Trump is in a close race against challenger Democratic presidential nominee Joe Biden, which remains too close to call. (Photo by Chip Somodevilla/Getty Images)
Donald Trump (Chip Somodevilla/Getty Images)

Em pronunciamento na Casa Branca nesta quinta (5), o atual presidente Donald Trump afirmou que venceu a eleição presidencial dos Estados Unidos. E sem qualquer prova, o candidato republicano alegou que os democratas podem tentar “roubar a eleição com votos ilegais”.

“Se contarmos os votos legais, eu venci sem problemas. Se contarem os votos ilegais, eles estão tentando mudar os resultados”, afirmou Trump logo no início do pronunciamento.

Trump liderava com uma boa margem em vários estados decisivos com os votos registrados no dia da eleição, mas com a contagem dos votos enviados por correio, a liderança diminuiu em vários casos. Em alguns deles, como Michigan e Wisconsin, a vitória de Biden já foi declarada.

Leia também

"Nós estávamos ganhando em diversos estados com uma grande margem, mas os votos começaram magicamente a mudar", disse.

O candidato alegou que os votos enviados por correio são votos “ilegais ou atrasados”, mas seguiu afirmando que se esses votos sejam contados no Arizona, ele ganharia o estado que já foi declarado para Joe Biden por alguns veículos de imprensa.

Até o fechamento desta matéria, Joe Biden lidera a corrida por 264 delegados a 214, de acordo com a agência Associated Press. São necessários 270 delegados para que um candidato seja declarado o vencedor.