Selena Gomez detalha luta contra depressão e lúpus em documentário sobre saúde mental

Selena Gomez na premiere da segunda temporada de
Selena Gomez na premiere da segunda temporada de "Only Murders in the Building, em junho de 2022. Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

Resumo da notícia:

  • Selena Gomez abre bastidores de problemas de saúde mental em documentário

  • Cantora divulgou trailer da produção com aflições sobre a pressão da fama

  • "Minha Mente e Eu" estreia no AppleTV+ no próximo dia 4 de novembro

Selena Gomez surpreendeu os fãs nesta segunda-feira (10) com o trailer de seu mais novo documentário. Intitulado "Minha Mente e Eu", a produção do AppleTV+ abre bastidores da jornada da atriz e cantora com sua saúde mental, marcada por diagnósticos de depressão, pânico e ansiedade.

A prévia ainda relembra o diagnóstico de lúpus (doença autoimune que pode piorar com influência de emoções), descoberto em 2015, e como o tratamento invasivo da doença desencadeou problemas psicológicos.

Com cenas intensas de choro e desabafos, Selena também sofre com a pressão da fama, que acompanha a artista desde a infância. Na produção, a ex-estrela da Disney analisa como tem lidado com a situação e demonstra sua versão mais vulnerável sem filtros.

Dirigido por Alek Keshishian, de "Na Cama com Madonna", "Minha Mente e Eu" será lançado no Apple TV+ no próximo dia 4 de novembro. Confira o trailer:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Selena Gomez comenta entrevista de Hailey Bieber

Recentemente, Selena Gomez mandou um recado importante para os fãs que disseminam ódio nas redes sociais. Em live do TikTok, cantora repudiou o comportamento logo após a modelo Hailey Bieber se pronunciar sobre ataques recebidos por se casar com Justin Bieber, ex-namorado de Selena.

Embora não tenha mencionado o casal, Selena deixou uma mensagem bastante significativa. “Acho que algumas das coisas que eu nem preciso estar ciente são apenas vis e nojentas e não é justo, e ninguém, nunca, deveria ouvir as coisas da maneira que eu vi”, afirmou. Clique aqui para saber mais.