Segundo turno em Fortaleza: TRE pede segurança de tropas federais na votação

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
A man arrives to vote at a polling booth during municipal elections amid the Coronavirus (COVID-19) pandemic in Santana, Amapá State, Brazil, on November 15, 2020. The population of the Amapá state has been registering blackouts and electricity rationing for 13 days, since a fire destroyed a transformer in an Amapás energy substation. (Photo by Andre Borges/NurPhoto via Getty Images)
Segundo turno acontece no dia 29 de novembro (Photo by Andre Borges/NurPhoto via Getty Images)

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) aprovou nesta terça-feira (17) o envio de tropas federais para o segundo turno das eleições em Fortaleza e Caucaia, os dois municípios do Ceará que terão votações no dia 29 de novembro.

O pedido agora será encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O governo do estado também deve se manifestar sobre a decisão.

Leia também

De acordo com a Comissão de Segurança do TRE-CE, o objetivo é utilizar a Força Federal como reforço na segurança dos cidadãos e auxiliar na garantia do livre exercício do voto e da normalidade das eleições.

No primeiro turno, a Força Nacional atuou em 11 municípios do Ceará: Fortaleza, Caucaia, Maracanã, Sobral, Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha, Pacajus, Horizonte, Itaitinga e Ibicuitinga. As tropas ocuparam os locais de votação e ruas nos arredores, ajudando na manutenção da segurança durante as eleições para prefeitos e vereadores.

Eleições em Fortaleza

Os eleitores em Fortaleza irão decidir entre Sarto (PDT) e Capitão Wagner (PROS).

Apoiado pelo governador do estado, Camilo Santana (PT) e pelos irmãos Cid e Ciro Gomes, Sarto terminou o primeiro turno na frente com 35,72% dos votos válidos.

Do outro lado, Capitão Wagner teve 33,3% dos votos e recebeu apoio do presidente Jair Bolsonaro.