Segundo turno em Aracaju: Edvaldo descarta lockdown se for eleito e critica “fake news"

·2 minuto de leitura
Edvaldo Nogueira (PDT) - Foto: Agência Brasil
Edvaldo Nogueira (PDT) - Foto: Agência Brasil

Edvaldo Nogueira concedeu entrevista à Rádio Cultura AM nesta quinta-feira, em que comentou a expectativa para o segundo turno da eleição à prefeitura de Aracaju. Entre os temas tratados, o candidato do PDT garantiu que, caso seja eleito no domingo, não fará lockdown na capital sergipana.

“Não existe nenhuma discussão sobre lockdown. Somos a cidade com menor índice de letalidade do coronavírus do nordeste. A ocupação dos leitos está em patamares aceitáveis e estamos testando a população. Seguimos monitorando e trabalhando com responsabilidade. Não caia em fake news”, declarou.

Leia também

Edvaldo condenou esta e outras “fake news”, que atribuiu à campanha de sua adversária, a Delegada Danielle, do Cidadania. De acordo com ele, a rival criou notícias falsas inclusive sobre sua família.

“A oposição, infelizmente, só sabe agredir, mentir, criar fake news. Atacam até a minha família. Mas eu não vou entrar em baixaria. Só discutirei ideias e propostas. Peço aos aracajuanos: não caiam em fake news, não compartilhem as mentiras do grupo do mal”, afirmou.

Eleições em Aracaju

Pouco mais de 400 mil eleitores em Aracaju, capital de Sergipe, vão às urnas para eleger prefeito em segundo turno de votação. O atual prefeito, Edvaldo Nogueira (PDT), vai disputar com Danielle Garcia (Cidadania).

Edvaldo, que teve 45.57% dos votos válidos, é velho conhecido da política local. Já foi vereador, vice-prefeito e é o atual prefeito da capital sergipana e, apesar de hoje no PDT, é um dos fundadores do PCdoB em Sergipe.

No segundo turno após ter 21.31% dos votos válidos, Danielle é delegada e já ocupou cargos de gestão na Segurança Pública do estado, além dejá ter atuado na Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Eleições municipais em todo país

As Eleições 2020 moveram praticamente todo país neste domingo. Por conta do coronavírus, essa foi uma eleição diferente, com horários estendidos e mais critérios de segurança sanitária.

Uma questão que levanta muitas dúvidas ao longo processo é o famoso coeficiente eleitoral. Bem resumidamente, é a divisão do número de eleitores pelo número de vagas (nós explicamos com detalhes AQUI). Cada cidade, então, tem seu coeficiente eleitoral.

Caso não esteja presente na cidade onde você está apto para votar, é possível justificar seu voto. Para saber como, siga nosso guia clicando AQUI.

O que faz um prefeito?

O Estado se divide em três poderes o Executivo, Legislativo e Judiciário, e o prefeito é o chefe do Poder Executivo. Ou seja, é responsabilidade do prefeito administrar a cidade que exerce suas funções. Para mais detalhes da função CLIQUE AQUI e para saber quanto ganha um prefeito, CLIQUE AQUI.