Sede do “Porta dos Fundos” é atingida por coquetel Molotov após sátira de “Jesus gay”

Por Gabriela Mello

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A sede do grupo comediante Porta dos Fundos no Rio de Janeiro foi atacada com coquetéis molotov na véspera de Natal, semanas depois de ter divulgado um filme no Netflix mostrando Jesus como sendo gay.

    O especial de Natal do grupo, “A Primeira Tentação de Cristo” – uma comédia de 46 minutos em que Jesus leva para casa seu suposto namorado Orlando para se encontrar com a Sagrada Família – provocou um abaixo-assinado com quase dois milhões de signatários que pediam ao serviço de streaming que removesse a produção por ofender os cristãos.

    O Netflix disse que não vai comentar o assunto e a polícia do Rio não respondeu imediatamente a pedidos de comentários.

    O Porta dos Fundos informou que um segurança conseguiu debelar as chamas e que ninguém se feriu.

    "Na madrugada do dia 24 de dezembro, véspera de Natal, a sede do Porta dos Fundos foi vítima de um atentado. Foram atirados coquetéis molotov contra nosso edifício", disse no Twitter o grupo, que no ano passado conquistou um Emmy Internacional pelo seu especial de Natal.

“Mas, por enquanto, adiantamos que seguiremos em frente, mais unidos, mais fortes, mais inspirados e confiantes que o país sobreviverá a essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão”, disse o grupo, acrescentando que as câmeras de segurança foram entregues às autoridades.