Sebastião Salgado é um dos premiados no 32º 'Nobel das Artes'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
O fotógrafo Sebastião Salgado durante o Congresso Mundial de Conservação em 3 de setembro de 2021 em Marselha, França (AFP/Ludovic MARIN)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Mundialmente conhecido por suas intensas fotos em preto e branco, o fotógrafo franco-brasileiro Sebastião Salgado é um dos vencedores do 32º Praemium Imperiale, considerado o "Nobel das Artes", distinção que este ano também premia o violoncelista Yo-Yo Ma.

A lista de agraciados foi anunciada nesta terça-feira (14), em Paris.

Criado em 1988 pela Japan Art Association, este prestigioso prêmio concede 15 milhões de ienes (aproximadamente 115.000 euros) a cada laureado.

Tradicionalmente, a cerimônia de entrega dos prêmios acontece em Tóquio, em outubro, e é feita pelo príncipe Hitachi, irmão mais novo do imperador Akihito. Devido à pandemia da covid-19, o evento não serão realizado de forma presencial este ano.

Sebastião Salgado, de 77 anos, foi distinguido na categoria pintura, por suas imagens em que retrata com grande senso estético o estado dos mais pobres e a degradação do meio ambiente.

Seu último projeto, "Amazônia", é uma exploração de sete anos do ecossistema amazônico e da vida de seus povos indígenas.

Também foram distinguidos o escultor americano James Turrell, que usa espaço e luz como meio de expressão; o arquiteto australiano Glenn Murcutt, conhecido por suas casas modernistas integradas ao ambiente rural (Pritzker 2002); e o violoncelista Yo-Yo Ma.

Considerado um dos maiores de sua época, este músico americano, filho de pais chineses residentes em Paris, gravou mais de 100 álbuns e ganhou inúmeros prêmios. Entre eles, estão 18 prêmios Grammy conquistados ao longo de sua carreira.

may/fmp/pb/ial/mr/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos