'Señorita 89' mostra beleza e assédio nos bastidores dos concursos de miss

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Señorita 89", série original da Pantaya e do Starzplay, vai colocar em prova o glamour dos concursos de beleza no México, na década de 1980, mostrando os bastidores e os dramas das misses na busca pelo título. Ainda sem data de estreia, ela começou a ser gravada em abril em locações na Cidade do México, Oaxaca, Acapulco e Juárez.

Escrita por quatro mulheres, a série dramática de oito capítulos segue os passos de quatro das 32 misses que chegam à paradisíaca La Encantada para se preparar para o Miss México, em 1989. Neste local, repleto de segredos, as quatro terão que brigar pela coroa e para saírem vivas da competição.

As candidatas terão contato com Concepción (Ilse Salas), matriarca do concurso responsável por realizar ou destruir os sonhos das jovens que buscam vencer o concurso de beleza mais importante do país. Neste contexto, serão abordados temas como padrões de beleza e assédio sexual, normalizados na época.

"Quero dizer que a minha geração, sim, crescemos com todos esses condicionamentos sociais, com todas as coisas que vão ter [na série]. Agora estamos questionando e é muito forte, confrontativo abordar temas que normalizamos por décadas", diz Salas.

Lucía Puenzo, uma das roteiristas da série, afirma que o mundo era outro e o que hoje escandaliza a todos estava permitido na época. "É importante olhar para trás. Havia muitas mulheres em batalhas silenciosas e é isso que esta série conta", afirma.

"É incrível olhar para trás hoje e ver onde estávamos há apenas 30 anos. Nossa equipe realmente montou uma série emocionante e estamos muito animados para dar vida a esse período", completa a produtora executiva Ángela Poblete.

A série foi escrita pela mexicana Maria Renée Prudencio e as argentinas Lucía Puenzo e Tatiana Mereñuk. A direção é dividida entre Nico Puenzo, Silvia Queer e Jimena Montemayor.

"Queríamos fugir dos estereótipos e construir personagens com mais nuances e complexidades. Não queríamos vitimar as jovens, mesmo que tivessem estado em um mundo atroz, mas olhar para elas com a complexidade que tinham", afirma Lucía.

O elenco é composto por famosos atores do cinema e da televisão mexicanas, como Juan Manuel Bernal ("Monarca", 2019), Edwarda Gurrola ("O Evangelho das Maravilhas", 1998), além de futuras promessas do país, como Ximena Romo ("Isto não é Berlim", 2019) e Leidi Gutierrez ("Chicuarotes" 2019).

"Señorita 89" é uma produção das plataformas de streaming Starzplay e Pantaya com as produtoras Fabula (chilena) e a Fremantle (britânica). Sem data de estreia, a série vai ao ar pela plataforma Pantaya nos Estados Unidos e Porto Rico, e pela Starzplay na Espanha e América Latina, incluindo o Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos