Scheila Carvalho lembra relação com Carla Perez no É o Tchan: "Só a via no palco"

Giselle de Almeida
·2 minuto de leitura
´Scheila Carvalho e Carla Perez no É o Tchan. Foto: divulgação
´Scheila Carvalho e Carla Perez no É o Tchan. Foto: divulgação

Companheira de Carla Perez no É o Tchan, Scheila Carvalho contou que só se aproximou da loura após sua despedida do grupo, em 2005. Segundo a dançarina, a agenda atribulada da integrante mais antiga dificultava a convivência na época.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Uma amizade é você estar na casa da pessoa, estar sempre em contato. Não foi isso que tivemos. Carla era muito ocupada. Não a via no hotel. Eu só via Carla no palco. Ela chegava em cima da hora do show por causa dos trabalhos que fazia. Só fomos ter um contato maior depois que eu saí do É o Tchan”, lembrou a mineira, em uma live com o canal Clube da Vip, no YouTube.

Leia também:

Scheila diz que hoje a relação é mais “tranquila”. “A gente se fala, agora menos, porque ela está ficando mais nos Estados Unidos. No verão Bahia, temos mais contato”, justificou.

Na conversa, a ex-morena do Tchan também lembrou o primeiro de seus cinco ensaios para a “Playboy”, ainda em 1997, assim que chegou ao grupo. A capa da revista masculina era um compromisso estipulado em contrato para a então vencedora do concurso.

“Eu era um poço de timidez. Levei minha irmã para me acompanhar nas fotos. Eu estava morrendo de medo. Imagina uma menina lá do interior de Minas Gerais ficar nua na revista... Acho que não teria posado logo de cara se não fosse pelo contrato. Mais para frente, talvez, quando eu já estava mais desinibida”, disse.

A dançarina contou, ainda, que as fotos contrariaram a vontade de seu pai, já falecido na ocasião. “Quando ele me via em frente ao espelho, fazendo pose ou dançando, ele achava que eu era diferente dos meus outros irmãos. Ele dizia que eu seria artista um dia. Ele dizia que tudo bem, menos posar nua. O fato é que meu pai morreu um ano antes de eu estrear no Tchan. Dizia para mim mesma: ‘Perdão, meu pai, se eu não posar vou perder o contrato’”, recordou.