SBT é condenado a pagar R$ 74 mil a noivos

·2 minuto de leitura
Chris Flores e Carlos Bertolazzi eram apresentadores do programa “Fábrica de Casamentos” (Foto: Reprodução/Instagram @fabricadecasamentosoficial)
Chris Flores e Carlos Bertolazzi eram apresentadores do programa “Fábrica de Casamentos” (Foto: Reprodução/Instagram @fabricadecasamentosoficial)

O SBT está sendo condenado pela Justiça de São Paulo a indenizar R$ 74 mil a um casal de noivos que eram participantes do programa “Fábrica de Casamentos”, conforme informações do colunista “Rogério Gentile” do UOL.

O casal em 2016 se inscreveu e foram escolhidos para participar do reality show, em que uma equipe de especialistas tinham a missão de preparar uma festa de casamento no prazo de sete dias.

Leia também

A ideia do programa era que os noivos não precisassem se preocupar com nada. Buffet, trajes, cardápio e os demais itens estavam inclusos para um casamento perfeito. Sendo tudo bancado pela produção reality, que era apresentado por Chris Flores e Carlos Bertolazzi.

Ainda de acordo com o portal, o casamento foi marcado para o dia 14 de dezembro de 2016, e o casal convidou cem pessoas, entre amigos e parentes, para a festa. Inclusive, o pai do noivo que morava na Espanha comprou as passagens aéreas para o dia.

Entretanto, faltando 24 dias para a data marcada, a produtora do programa cancelou a festa de casamento, argumentando problemas “com cronograma”, e, segundo os noivos, passaram a não atender mais as ligações.

Os apresentadores participavam do dia da festa (Foto: Reprodução/Instagram @fabricadecasamentosoficial)
Os apresentadores participavam do dia da festa (Foto: Reprodução/Instagram @fabricadecasamentosoficial)

O casal ainda tentou realizar a festa e procuraram o buffet onde ocorreria a gravação do programa, assumindo os custos, porém desistiram quando descobriram o preço. “Iniciou-se, então, o calvário e a vergonha de ter de desmarcar tudo”, disse o advogado do casal à Justiça.

Conforme o Portal, o casal só conseguiu se casar em março de 2018, no civil, pois além de não possuírem recursos para realizar a festa. Eles alegam se sentir humilhados, a noiva passou a ter crises de ansiedade também.

A emissora afirma na defesa que o evento era uma doação e que o cancelamento da festa foi por causa “de inúmeros motivos”, e que não possui questões pessoais a eles. Ainda na defesa eles afirmaram que a Justiça não pode obrigar o SBT a fazer uma doação sob vara.

Porém, o juiz Rodrigo de Castro Carvalho negou a argumentação do Canal e ainda ressaltou a falta de compromisso que a produção teve, já que nenhum momento avisou que o evento poderia ser cancelado a qualquer momento.

A produtora ‘Formata Produções e Conteúdo’ também foi condenada. Em nota ao Yahoo! o SBT afirmou que vai recorrer à decisão. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos