Sarah diz que deixou de seguir Jair Bolsonaro antes de entrar no reality

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das favoritas até o momento ao prêmio de R$ 1,5 milhão do Big Brother Brasil 21, Sarah disse, na madrugada desta segunda (1º), que deixou de seguir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais antes de entrar no reality com medo de ser cancelada. A brasiliense fez a revelação durante conversa com Fiuk, Lumena, Camilla e Thaís. O grupo conversava sobre vazamentos que ocorreram durante o período de seleção dos confinados do BBB. "Uma menina, eles acharam o Instagram dela e cancelaram a menina porque ela seguia o Bolsonaro. Ela não entrou", afirmou Thaís. Na sequência, Sarah afirmou: "Tanto aconteceu isso, que eu seguia ele e parei de seguir. Não vou mentir. Eu gostava de ver o que era postado. Aí, eu vi e: 'Ui! Vou parar de seguir." PAREDÃO Na noite de domingo (28) foi formado o quinto paredão do BBB. Como já era esperado, o líder João indicou Projota. "O Big Brother é um jogo sobre nossas relações e também sobre as decisões que precisamos tomar. A pessoa que indico hoje é aquela com quem tenho pequenos conflitos na casa", disse o professor de Geografia. Arthur foi o mais votado entre os colegas de confinamento, ao ser indicado por Camilla, Juliette, Lumena, Thaís, Viih e Fiuk. O apresentador Tiago Leifert revelou a Projota que ele teria a função de salvar do paredão um dos três indicados por Carla: Fiuk, Lumena ou Rodolffo. O rapper tirou Fiuk da disputa. Com isso, disputaram a Prova Bate e Volta Rodolffo, Lumena e Arthur. Rodolffo venceu e se salvou da berlinda.