São Paulo fica próximo de novo acordo com Banco Inter

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Banco Inter paga R$ 1 milhão por mês pelo patrocínio no peito da camisa tricolor (Rubens Chiri/São Paulo)
Banco Inter paga R$ 1 milhão por mês pelo patrocínio no peito da camisa tricolor (Rubens Chiri/São Paulo)

O São Paulo tem negociações avançadas para prorrogar o contrato com o Banco Inter. O vínculo atual termina em 31 de dezembro, mas o Blog apurou que o banco estampará sua marca no peito da camisa pelo menos até 28 de fevereiro.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

“Eles devem ficar com a gente até fevereiro. Depois, vamos discutir”, afirmou Julio Casares, presidente eleito do Tricolor em 12 de dezembro - ele toma posse em 1º de janeiro e tinha a preocupação de iniciar a gestão sem a maior receita de publicidade.

O Banco Inter paga aproximadamente R$ 1 milhão por mês - era R$ 1,5 milhão até abril, quando o contrato acabou. Houve a prorrogação até dezembro, porém com redução do valor e a saída da publicidade das costas. Hoje, o parceiro ocupa apenas o peito.

Para o banco, a continuidade por mais dois meses faz sentido: o time tem chances de título na Copa do Brasil e no Brasileirão e certamente haverá uma enorme exposição em caso de conquistas.

Casares e a cúpula do banco também aproveitarão os dois meses para pensar em novas cifras num eventual contrato futuro. O sucessor de Leco já foi diretor de marketing do São Paulo em um dos momentos de maior faturamento do clube. Até por isso, Casares espera por um máster capaz de pagar mais a partir de 2021.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos