São Paulo faz reunião por Sabino; Cuellar pode ser contratado?

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Sabino voltou ao Santos em março, após duas temporadas emprestado ao Coritiba (Ivan Storti/Santos)
Sabino voltou ao Santos em março, após duas temporadas emprestado ao Coritiba (Ivan Storti/Santos)

O São Paulo deu mais um passo na tentativa de contratar o zagueiro Sabino, do Santos. Nesta terça-feira, os homens do futebol do Tricolor estiveram com representantes do jogador. No encontro, foram apresentadas as condições do contrato de Sabino com o Santos.

A ideia é que o São Paulo não tenha de comprá-lo do Peixe, mas apenas assumir salário, comissão e luvas prometidas por Orlando Rollo, que comandava o Santos quando da renovação de contrato com Sabino.

Leia também:

Neste caso, o Tricolor arcaria com salários de R$ 200 mil por mês nesta temporada, com aumentos de R$ 20 mil por ano até 2025. Também ficaria responsável pelas luvas de R$ 1 milhão e comissão aos empresários no mesmo valor.

Novo presidente do Santos, Andrés Rueda teria afirmado aos representantes que liberaria Sabino de graça se aparecesse um clube disposto a bancar tudo. A dúvida é se isso também vale para um rival como o São Paulo.

A resposta do Peixe deve ser dada nesta quinta-feira, quando haverá a primeira reunião entre os cartolas alvinegros e os empresários do jogador.

Além de Sabino, o São Paulo tem conversas com outro zagueiro canhoto. Mas trata-se de um estrangeiro que a diretoria tenta manter em sigilo.

Cuellar não: Nas últimas horas, as redes sociais foram palco de especulações a respeito de um possível interesse do São Paulo no colombiano Cuellar, ex-Flamengo. O volante está atualmente no Al-Hilal, da Arábia Saudita, e tem demonstrado vontade de voltar ao Brasil.

Mas Carlos Belmonte, diretor de futebol são-paulino, assegurou ao Blog que não existem negociações.

>> Ouça o 'Segunda Bola', o podcast do Yahoo com Alexandre Praetzel e Jorge Nicola