Sampaoli cria lista de atletas "disponíveis" no Atlético e inclui Cazares

Cazares tem contrato com o Galo somente até dezembro (Alessandra Torres/Agif)

Negociado nesta sexta-feira com o Sport, Patric deverá ser o primeiro de muitos jogadores que não ficarão no Atlético-MG de Jorge Sampaoli. O técnico argentino, que só fez uma partida à frente do Galo, criou uma lista de atletas que não fazem parte de seus planos e solicitou à diretoria que os negocie.

O principal nome da relação é Cazares, considerado um dos mais talentosos do elenco. Isso não significa que o equatoriano será dispensado, mas que o Galo tentará encontrar clubes interessados nele até a metade do ano, quando o meia estará livre para assinar um pré-contrato - seu vínculo com o time mineiro se encerra em dezembro.

Na última semana, por exemplo, o Atlético entrou em contato com o Athletico Paranaense e pediu a contratação de Léo Cittadini. Para convencer o Furacão a fazer negócio, o diretor-executivo de futebol atleticano Alexandre Mattos sugeriu uma troca por Cazares, algo que não agradou os paranaenses.

Também estão na lista de disponíveis de Sampaoli o centroavante Franco Di Santo, o atacante Clayton e o volante José Welison. Dos três, Clayton foi o único que nem sequer estreou em 2020 - ele treinava separado do restante do elenco e só foi reintegrado a pedido de Sampaoli, que queria observá-lo antes de decidir sobre a redução no grupo.

Já Di Santo tem dez jogos e três gols em 2020. Porém, ele anda sem prestígio junto ao torcedor atleticano. José Welison não tem o filme tão queimado com a galera quanto o argentino, embora tenha jogado menos do que o colega: nove vezes no ano.