Sammy Lee é processada por fraude em sorteio de carro

Emily Santos
·3 minuto de leitura
Sammy Lee está sendo processada por fraude em sorteio. Foto: Reprodução/Instagram @sammylee
Sammy Lee está sendo processada por fraude em sorteio. Foto: Reprodução/Instagram @sammylee

A cantora e influenciadora Sammy Lee está sendo processada por danos morais sob a acusação de fraudar o sorteio de um carro zero. A ação está sendo movida por Tayná Bertoglio, seguidora de Sammy, que participou do concurso divulgado pela cantora e afirma ser a ganhadora do prêmio.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A ação, no valor de R$ 50 mil, corre no Tribunal de Justiça de Tatuí, interior de São Paulo. De acordo com o G1, que teve acesso ao processo, Tayná afirma que "cumpriu todos os requisitos para participar do referido sorteio e que, sem qualquer alteração no regulamento oficial, os réus promoveram mudanças nos critérios de contemplação".

Ainda segundo ela, o sorteio teria sido devidamente regulamentado pela Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (Secap) e realizado por Sammy Lee e parceiros no Instagram.

Leia também

Nas regras estabelecidas, quem quisesse participar do concurso devia comentar na publicação oficial e seguir os perfis indicados para ganhar um número com o qual concorreria ao prêmio. Mas, segundo a autora da ação, Sammy mudou as regras do sorteio.

“No desacordo com o parceiro, ela começou a agir por conta própria e mudou as regras do sorteio. No regulamento autorizado pela Secap, a data de sorteio foi marcada para o dia 5, mas ela colocou para o dia 12 por conta própria. Isso não foi autorizado”, explicou.

Essa mudança, Tayná diz, foi determinante para que outra pessoa fosse considerada a ganhadora do concurso, e não ela. “Quando a Lotomania [jogo de loteria da Caixa Econômica Federal pelo qual o sorteio aconteceu] do dia 5 saiu, se ela seguisse o regulamento, eu seria a ganhadora do carro”, disse a seguidora.

Após o sorteio, a jovem diz ter tentado contato com Sammy pelo Instagram, mas as mensagens que enviou não foram visualizadas ou respondidas. “Ela faltou com compromisso, responsabilidade, e teve confusão com sorteio. Conforme regulamento oficial, o número da sorte me contempla como a ganhadora do sorteio”, defende Tayná.

Mensagens enviadas por Tayná à Sammy. Foto: Arquivo pessoal/Reprodução/G1
Mensagens enviadas por Tayná à Sammy. Foto: Arquivo pessoal/Reprodução/G1

O G1 falou com o Secap, que informou que autorizou a promoção comercial “2020 com Carro Novo”. De acordo com o órgão, várias denúncias sobre irregularidades foram feitas após o sorteio, e por isso foi instaurado um processo administrativo para apurar o caso. Se for confirmada a ocorrência de irregularidades, essas infrações serão enquadradas no artigo 13 da Lei nº. 5.768, de 1971, que diz:

A empresa autorizada a realizar operações previstas no art. 1º, que não cumprir o plano de distribuição de prêmios ou desvirtuar a finalidade da operação, fica sujeita, separada ou cumulativamente, às seguintes sanções:

Já o processo aberto por Tayná segue em fase de citação e aguarda o parecer da Justiça.

O Yahoo! procurou Sammy para obter um posicionamento sobre o processo, mas não teve resposta até a publicação. O espaço segue aberto.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube