Samara Felippo reflete sobre relacionamento aberto e diz: "Casamento é uma instituição falida"

Amanda Caroline
·2 minuto de leitura

Aos 42 anos, Samara Felippo está focada em desatar os nós que a amarravam em padrões impostos pela sociedade machista. Depois de se tornar grisalha e nos dar uma lição sobre maturidade — afinal, ela é prova de que os fios brancos só aumentam o poder e a força de uma mulher —, a atriz fala sobre relacionamentos e prazer feminino no Yahoo Entrevista.

Mãe de duas meninas e com um casamento na bagagem, a artista abre o jogo sobre as descobertas com o humorista Elidio Sanna, seu parceiro há sete anos. “Em muitas relações que tive, eu sequer chegava ao orgasmo. Sequer sabia que poderia sentir mais prazer do que aquilo”, pondera Samara. “A gente é ensinada a não sentir prazer e dar prazer para o outro, e eu eliminei isso completamente da minha vida. Teve um lugar que eu cheguei na relação com o meu parceiro que não tive em outras relações”, afirma.

Leia também

Samara ainda compartilha o que pensa sobre relacionamento aberto. A atriz, que tem sua opinião sobre a monogamia, não descarta essa possibilidade que permite uma nova forma de amar. “Acho a relação aberta muito interessante. Acho que o ser humano não nasceu para ser monogâmico. Aqui, a gente já conversou muito. Namoramos há quase sete anos e é óbvio que já falamos sobre isso. Eu toparia, mas é muito difícil”, revela. Ela ainda acredita que casamento “é uma das instituições mais falidas e burras” e diz não compreender a convenção que faz as pessoas assinarem contratos para garantir servidão ao outro. “Acho um absurdo. Desculpa a quem é a favor do casamento. Eu sou a favor do amor”, dispara.

No vídeo acima, Samara também fala sobre relacionamentos abusivos e empoderamento. Confira!

Veja mais: Bianca Rinaldi opina sobre falta de representatividade entre as Paquitas de Xuxa Meneghel