Sam Mendes e '1917' triunfam no Bafta a uma semana do Oscar

Por Charlotte DURAND
O diretor britânico Sam Mendes posa com o prêmio Bafta de melhor direção por "1917", no Royal Albert Hall, em Londres, em 2 de fevereiro de 2020

A uma semana do Oscar, o filme "1917" e seu diretor, Sam Mendes, foram os grandes vitoriosos na cerimônia de entrega do Bafta, principal premiação do cinema britânico, realizada neste domingo.

A produção ambientada na 1ª Guerra Mundial, premiada recentemente com o Globo de Ouro, venceu em sete categorias do Bafta, incluindo melhor filme e direção.

A nova obra de Mendes superou dos concorrentes "O Irlandês", de Martin Scorsese, "Coringa", de Todd Philipps, "Era Uma Vez em Hollywood", de Quentin Tarantino, e "Parasita", de Bong Joon-Ho.

Com 11 indicações ao prêmio britânico, "Coringa" ficou com três, incluindo o de melhor ator para Joaquin Phoenix, que teve como concorrentes Leonardo DiCaprio ("Era Uma Vez em Hollywood"), Adam Driver ("Historia de um Casamento "), Taron Egerton ("Rocketman") e Jonathan Pryce ("Os dois papas").

Renée Zellweger brilhou entre as mulheres ao ficar com prêmio de melhor atriz por "Judy: Muito Além do Arco-Íris", biografia da atriz Judy Garland.

"Parasita", do sul-coreano Bong Joon-Ho, ficou com o Bafta de melhor filme em língua estrangeira e melhor roteiro.

Com dez indicações, "Era Uma Vez em Hollywood" conseguiu apenas ser vitorioso na categoria ator coadjuvante, graças a Brad Pitt.

Quem saiu de mãos vazias da cerimônia foi a produção da Netflix, dirigida por Martin Scorsese, "O Irlandês", que concorreu em dez categorias.

Este ano, a seleção de indicados ao Bafta foi muito criticada por sua falta de diversidade.

Pouco antes da cerimônia, a presidente do Bafta, Pippa Harris, lamentou a ausência de mulheres na categoria de melhor direção e julgou "exasperante" que nenhum ator negro estivesse nas principais categorias.

Confira abaixo a lista de premiados:

MELHOR FILME "1917"

MELHOR FILME BRITÂNICO "1917" MELHOR ESTREIA DE UM DIRETOR, PRODUTOR OU ROTEIRISTA BRITÂNICO Mark Jenkin (Diretor/Roteirista), Kate Byers, Linn Waite (Produtor), por "Bait" MELHOR FILME DE IDIOMA NÃO-INGLÊS "Parasita" MELHOR DOCUMENTÁRIO "For Sama" MELHOR ANIMAÇÃO "Klaus" MELHOR DIRETOR Sam Mendes, por "1917" MELHOR ROTEIRO ORIGINAL "Parasita", Han Jin Won, Bong Joon-Ho MELHOR ROTEIRO ADAPTADO "Jojo Rabbit", Taika Waitit MELHOR ATRIZ Renée Zellweger, por "Judy: Muito Além do Arco-Íris" MELHOR ATOR Joaquin Phoenix, por "Coringa" MELHOR ATRIZ COADJUVANTE Laura Dern, por "História de um Casamento" MELHOR ATOR COADJUVANTE Brad Pitt, por "Era Uma Vez em Hollywood" MELHOR TRILHA SONORA "Coringa", Hildur Guđnadótti MELHOR DIREÇÃO DE ELENCO "Coringa", Shayna Markowitz

MELHOR FOTOGRAFIA "1917", Roger Deakins

MELHOR EDIÇÃO "Ford Vs. Ferrari", Andrew Buckland, Michael Mccusker MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO "1917", Dennis Gassner, Lee Sandales MELHOR FIGURINO "Adoráveis Mulheres", Jacqueline Durran MELHOR MAQUIAGEM E CABELO "O Escândalo", Vivian Baker, Kazu Hiro, Anne Morgan MELHOR SOM "1917", Scott Millan, Oliver Tarney, Rachael Tate, Mark Taylor, Stuart Wilson MELHORES EFEITOS VISUAIS "1917", Greg Butler, Guillaume Rocheron, Dominic Tuohy MELHOR CURTA DE ANIMAÇÃO BRITÂNICO "Grandad Was A Romantic", Maryam Mohajer MELHOR CURTA BRITÂNICO "Learning To Skateboard In A Warzone (If You’re A Girl)", Carol Dysinger, Elena Andreicheva ESTRELA REVELAÇÃO Micheal Ward