Saída de Marco Pigossi gerou problemas nos bastidores da Globo

Marco Pigossi trocou a Globo pela Netflix em abril deste ano (Reprodução/ Instagram/ @marcopigossi)

A saída de Marco Pigossi da Globo, em abril, quando o ator assinou contrato com a Netflix, ainda está rendendo problemas nos bastidores da emissora. De acordo com o “UOL”, por conta da acirrada disputa por jovens galãs na teledramaturgia do canal, o fim do vínculo com o ator fez com que o produtor de elenco Nelson Fonseca perdesse seu cargo.

Nelson, antigo funcionário da Globo e um dos mais renomados produtores de elenco do país, foi realocado como pesquisador, depois que a direção da emissora o considerou responsável pelo desligamento de Marco Pigossi. A cúpula da emissora teria concluído que o produtor não teve habilidade na negociação com o ator de 29 anos que é muito querido pelo público, e tem o perfil escasso no mercado.

Leia mais:
Simaria revela que perdeu os dentes: ‘Estou igual uma vampira’
Jojo Todynho revela que já quebrou carro de ex-namorado com vassoura após traição

Chico Acciolly, que foi sócio da da Santo Expedito – agência especializada em atores que tem no elenco Sophie Charlotte, Jesuíta Barbosa e Julia Dalavia -, ocupa agora o cargo que era de Nelson Fonseca. Apesar de ter alegado não ser mais sócio da empresa, a escolha de Chico está gerando polêmicas nos bastidores. “Ele jura que deixou a empresa, mas a pessoa que está lá é só fachada para as negociações. Privilegiar os seus três clientes é o de menos, o problema maior é que ele sabe exatamente os salários de todos os atores. Isso não é muito justo“, contou uma fonte ao “UOL”.

Em nota oficial, a Globo explicou que quem decide que atores participarão ou não de quais trabalhos são os autores e diretores de cada trama: “A emissora vem olhando para o mercado e se redesenhando constantemente para acompanhá-lo. Assim, houve ajuste nas estruturas, primeiro, de criação e, agora, de elenco. Ambas áreas passaram a contar com duas gerências, uma voltada para a pesquisa de talentos no mercado externo e a outra para a gestão interna de equipes e de escalação. Foi dessa forma que Nelson Fonseca ficou responsável pela gerência de pesquisa de talentos,com a missão de encontrar os melhores atores e atrizes em exercício e descobrir novos talentos no mercado nacional. E Chico Accioly, que já vinha trabalhando com a Globo como preparador de elenco há cinco anos, foi contratado para a gerência de escalação. Para isso, Chico se desligou da assessoria que fazia para alguns atores e não tem vínculo com nenhuma outra empresa além da Globo. Sem levar em conta a competência e o talento dos dois profissionais, as suposições desconsideram ainda as dinâmicas da Globo. Quem as conhece sabe que a área de Chico sugere escalações mas a decisão final é artística e cabe ao o autor e diretor das obras, com a aprovação da direção de Desenvolvimento e Acompanhamento Artístico e do diretor de Gênero“.