Saiba que peças, shows, filmes e exposições ver online durante quarentena

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com a pandemia do novo coronavírus, shows que aconteceriam nas próximas semanas foram cancelados ou adiados. Salas de cinema, museus, teatros e galerias foram fechados. Mas muitos deles migraram para o mundo online.

Para enfrentar o momento de reclusão, artistas e produtores ao redor do mundo estão se movimentando para levarem seus trabalhos para a internet. A mostra de documentários É Tudo Verdade, por exemplo, agora vai ter uma parte de seus filmes exibidos digitalmente. Já o Museu do Louvre, em Paris, fechado por tempo indeterminado, convida turistas para a visitação virtual de suas salas.

Músicos estão organizando apresentações com transmissões ao vivo de suas casas ou a partir de casas de show. No Brasil, nomes como o guitarrista Kiko Dinucci e a cantora Paula Fernandes já agendaram shows online, enquanto a casa de orquestra Filarmônica de Berlim disponibilizou —de graça pelos próximos dias— seu acervo de centenas de apresentações gravadas no local.

Confira abaixo uma lista.

*

MÚSICA

- Em Portugal, o festival #EuFicoEmCasa contará com 78 artistas se apresentando de casa, por meia hora, ao longo de seis dias, a partir desta terça (17). Entre os escalados, estão António Zambujo, Pedro Abrunhosa e Diogo Piçarra. Saiba mais informações nas redes sociais do evento.

- Em suas redes sociais, Neil Young anunciou que fará uma série de apresentações intimistas, em sua lareira, transmitidas online. Os vídeos serão gravados por sua mulher, Daryl Hannah.

- O Dropkick Murphys, banda americana que mistura punk e música celta, não conseguiram se apresentar no dia de São Patrício, o mais importante do ano para o grupo, por causa do coronavírus. Por isso, na terça (17), agendaram a transmissão nas redes sociais de um show sem plateia em Boston.

- A cantora Patti Smith, que recentemente esteve no Brasil, decidiu fazer uma pequena apresentação no Instagram na noite de terça (17), dedicada à cidade italiana de Milão, uma das mais afetadas pelo coronavírus. “Uma pequena pausa da melancolia do isolamento”, ela escreveu.

- Também na terça (17), a sertaneja Paula Fernandes agendou um pocket show no Twitter e Instagram, com repertório escolhido pelos fãs. “Quero sempre estar juntinho deles, independente de como for”, disse a cantora.

- Ben Gibbard, vocalista da banda de rock americana Death Cab For Cutie entrará ao vivo no Facebook e no Instagram para pequenas apresentações diárias, sempre às 20h. Ele vai se apresentar de seu estúdio caseiro, e prometeu ainda chamar um ou outro convidado para as sessões.

- A banda americana de hardcore Code Orange transmitiu o show de lançamento de seu mais recente álbum, sem plateia, que aconteceu na última sexta (13). A apresentação com uma hora de duração ainda está disponível online.

- Chris Martin, vocalista do Coldplay, fez o que chamou de “sessões de solidariedade”, tocando hits de sua banda ao vivo no Instagram, com violão e piano.

- O guitarrista Kiko Dinucci vai subir ao palco da Casa de Francisca, em São Paulo, na próxima quinta (19), para uma plateia vazia. O show, correspondente ao disco recém-lançado “Rastilho”, será transmitido ao vivo no Facebook.

- A plataforma de streaming de ópera operavision.eu está disponibilizando seu arquivo para acesso gratuito, além de seu canal no YouTube. Além das apresentações gravadas, há um festival dedicado a Mozart previsto para ser transmitido ao vivo no fim do mês.

- A casa de orquestra Filarmônica de Berlim disponibilizou —de graça pelos próximos dias— seu acervo de centenas de apresentações gravadas no local.

CINEMA

- A mostra de documentários É Tudo Verdade, que aconteceria em São Paulo este mês, a partir do dia 26, foi adiada. Parte de seus filmes, ainda não revelados, serão exibidos na internet, enquanto outra parte vai para as salas de cinema quando o festival for retomado, em setembro.

- A Universal Pictures vai disponibilizar filmes para consumidores em casa e em cinemas do mundo todo no mesmo dia de lançamento, começando com a animação “Trolls World Tour”, que estreia nos Estados Unidos em 10 de abril.

TELEVISÃO

- Os seis canais da Telecine (Premium, Action, Touch, Fun, Pipoca e Cult), com programação de filmes, estarão disponíveis em todas as operadoras de TV por assinatura por tempo indeterminado. Além disso, o serviço de streaming da Telecine, com filmes como “Bacurau” e “Turma da Mônica”, está aberto para uso gratuito pelos próximos 30 dias para novos assinantes.

- A Walt Disney Company abriu o sinal de seus canais na TV por assinatura até o dia 31 de março. Entre os canais estão Disney e Nat Geo Kids, além de ESPN, FOX e National Geographic.

- A plataforma de streaming da Globo, Globoplay, também deixará abertos diversos títulos de sua programação por 30 dias, a partir de segunda (16). A maioria do conteúdo é infantil.

- A operadora Claro TV liberou por tempo indeterminado todos os seus canais, com exceção de HBO Premium, Fox Premium e os canais em Pay-Per-View.

A Sky TV também liberou diversos canais tanto via sinal aberto quanto via streaming pelo SKY Play. Dentre os canais estão o A&E, AMC, Animal Planet, Arte 1, AXN, Band News, Band Sports, BBC, Bis, Boomerang, Canal Brasil, Cartoon Network, CNN, CNN Brasil, Comedy Central, Discovery, Discovery H&H, Discovery Kids, E!, GloboNews, GNT, Megapix, MTV, Multishow, Nickelodeon, OFF, Paramount, Sony Channel, SporTV, Universal Channel, Viva e Warner.

- Canais pagos do Grupo Bandeirantes como Arte1, BandNews TV, BandSports e Terraviva estarão com sinal aberto, pelas próximas semanas, nas operadoras de TV Net, Vivo, Sky e Claro. O Smithsonian Channel está aberto apenas para assinantes da Net e da Claro.

ARTES PLÁSTICAS

- Fechados por tempo indeterminado, museus e centros culturais também têm investido em produção de conteúdo para as redes e lembrado seus visitantes dos recursos que mantêm online. Lá fora, instituições como o Museu do Louvre, em Paris, e o Smithsonian, com filiais em Nova York e Washington, oferecem em seus sites tours virtuais de exposições atuais e passadas. Já o Metropolitan, também em Nova York, fez há três anos vídeos em 360º mostrando as suas dependências —eles estão disponíveis no YouTube.

- O A maior plataforma de artes plásticas na internet é, no entanto, o Google Arts & Culture. O projeto reúne exposições virtuais —em que uma ou mais obras são exibidas em detalhes, acompanhadas de explicações sobre técnica e biografia do artista, entre outros— visitas semelhantes àquelas do Google Maps, e artigos temáticos sobre movimentos artísticos e personalidades importantes. Embora museus como o Van Gogh, em Amsterdã, e D'Orsay, em Paris, estejam a um clique de distância ali, também é possível visitar os corredores do Masp, da Pinacoteca, e até do Museu Nacional, destruído pelo fogo há dois anos. Quem quiser aproveitar o período de quarentena para aprender mais sobre arte também pode aproveitar para explorar as coleções dos mais de mil museus no serviço.

- O Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS) disponibiliza informações e acesso a itens que compõem seus acervos museológico e bibliográfico, incluindo acesso a coleções de fotografia, áudio e vídeo

- Há ainda muitos vídeos, artigos e podcasts que estão pipocando em sites como o Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA).

TEATRO

- Com o cancelamento dos musicais tradicionalmente preparados pelas escolas americanas, a atriz vencedora do Tony Laura Benanti pediu que estudantes postassem vídeos com as performances que estavam ensaiando. “Quero ser sua plateia”, ela disse. Desde então, a página dela no Twitter está repleta de vídeos de crianças americanas cantando sozinhas ou em grupo.