Saiba por que Sherlock Holmes agora pode sorrir

Criado pelo oftalmologista que se tornou autor Sir Arthur Conan Doyle em 1887, Sherlock Holmes é o detetive mais famoso da ficção -- "Mas e o Batman?", Sherlock é mais famoso por ser um detetive e, além disso, Batman foi parcialmente inspirado por ele.

Ele aparece em quatro romances originais e 58 contos (coletados em cinco volumes) até a morte de Doyle em 1930, quando a propriedade do personagem passou para os herdeiros de Doyle. Mas a propriedade intelectual (PI) não é definitiva, e as histórias gradualmente entraram em domínio público, as tornando de uso livre.

No entanto, em uma reviravolta interessante e estranha, os donos dos direitos do criador de Sherlock continuaram a reivindicar a propriedade do personagem mesmo depois que ele começou a entrar no domínio público -- especificamente, em qualquer versão em que ele fosse... legal.

Agora, desde 1º de janeiro de 2023, Sherlock está totalmente em domínio público. Vamos então relembrar O Curioso Caso do Sorriso Ilícito…

Basil Rathbone as Sherlock Holmes
Basil Rathbone as Sherlock Holmes

A Lei de Proteção do Mickey Mouse

A lei de propriedade intelectual é complexa e muda de país para país, mas, nos EUA, a versão resumida é esta: a partir de 1998, a maioria dos direitos autorais duram a vida do autor mais 70 anos ou 120 anos a partir da criação ou 95 anos a partir da publicação – o que ocorrer primeiro.

Os termos de direitos autorais costumavam ser muito mais curtos, mas o Congresso dos EUA o aumenta quase sempre. A Lei de Extensão do Termo ...

Saiba por que Sherlock Holmes agora pode sorrir
Leia Mais

The Last of Us: Quando estreia cada episódio da 1ª temporada? Confira o calendário completo aqui
The Last of Us: Quem são os Vagalumes na série da HBO?
IGN Entrevista | Neil Druckmann revela principal mudança da série em relação aos games