Saiba os valores das obras de arte danificadas em ataque bolsonarista em Brasília

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os golpistas que invadiram, no domingo (8), os prédios da Praça dos Três Poderes destruíram obras de arte milionárias. No Palácio do Planalto, a tela "Mulatas", pintada em 1962 por Di Cavalcanti, que foi furada, vale entre R$ 8 milhões e R$ 20 milhões, de acordo com estimativa do próprio governo.

No Congresso, a escultura "Bailarina", concebida em 1920 por Victor Brecheret e que foi arrancada de sua base pelos invasores, vale R$ 5 milhões, segundo estimativa do diretor da casa de leilões Bolsa de Arte, Jonas Bergamin. Outra escultura, "Justiça", feita por Alfredo Ceschiatti em 1961, alcança um valor entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões, segundo o leiloeiro. "Justiça", que fica no STF, foi pichada durante o ataque.

Segundo ele, boa parte das obras depredadas são raras e importantes, mas "Mulatas", tanto pelo tamanho quanto pela sua representação do país, é a de maior valor histórico entre as vandalizadas. De acordo com Bergamin, será difícil de restaurá-la, caso tenha grandes danos. A pátina, uma camada que cobre os metais das esculturas, é bem antiga. É o mesmo caso da restauração da escultura "A Justiça".