Saiba mais sobre a HQ censurada pelo prefeito Marcelo Crivella

Beijo gay da HQ censurada por Crivella deu o que falar (Foto: Reprodução/Twitter)

*Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, mandou recolher os exemplares da história em quadrinhos ‘Vingadores: A Cruzada das Crianças’, expostas na Bienal do Livro. Em vídeo publicado no Twitter, o prefeito afirmou que “precisamos proteger as nossas crianças.”

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

A prefeitura solicitou que os livros fossem embalados em sacos pretos e lacrados, mas a Bienal do Rio de Janeiro não acatou a decisão, pois, segundo os organizadores, isso só é feito em obras que contém pornografia.

‘Vingadores: A Cruzada das Crianças’ tem uma relação entre dois heróis

Após ser lançada nos Estados Unidos, a coleção ‘Vingadores: A Cruzada das Crianças’ foi lançada no Brasil em 2016 pela Editora Salvat em parceria com a Panini Comics.

Leia também:

A série, escrita por Allan Heinberg e ilustrada por Jim Cheung, é um especial que envolve diversos heróis da Marvel e aborda a relação homosexual dos ‘Jovens Vingadores’ Wiccano e Hulkling.

A HQ também conta com a presença de Vingadores conhecidos, como o Capitão América e heróis como Wolverine.

O livro dos 'Jovens Vingadores' teve todos os exemplares vendidos na Bienal do Livro, que acontece no Rio de Janeiro. O gibi está esgotado ou sequer chegou a ser vendido pelas maiores livrarias da cidade. Em sites como Submarino, Amazon e Lojas Americanas, a HQ também está esgotada.

Bienal e editoras repudiam Crivella e Doria

Em nota, a Bienal diz que: “dá voz a todos os públicos, sem distinção, como uma democracia deve ser.” A medida imposta pelo prefeito foi abominada e vai contra os princípios do evento, que afirma um debate sobre o assunto na próxima exposição: “no próximo fim de semana, a Bienal do Livro terá três painéis para debater a literatura Trans e LGBT QA+.”

As editoras Todavia e a Companhia das Letras se pronunciaram repudiando o ocorrido. Luiz Schwarcz, CEO e fundador da Companhia das Letras, disse “ficamos orgulhosos com a posição da organização da Bienal do Rio em defesa da liberdade de expressão e da diversidade.”

Schwartz entende que a vontade dos leitores deve estar acima das imposições dos governantes e relembra que posturas de Crivella e a do governador de São Paulo, João Doria, – que recentemente mandou recolher uma apostila escolar que falava sobre diversidade sexual – “tentam colocar a sociedade brasileira em tempos medievais, quando as pessoas não tinham a liberdade de expressar suas identidades.”

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), contudo, exige apenas que material contendo "mensagens pornográficas ou obscenas" sejam colocados em embalagens lacradas ou opacas. O quadrinho dos "Vingadores" traz apenas a imagem de um beijo entre dois homens, em pé, completamente vestidos.

*Com informações da Folhapress