Safadão quebra o silêncio e chora ao falar sobre polêmica com a ex: 'Não queria que meus filhos sofressem as consequências da fama'

Cantor falou pela primeira vez sobre a polêmica envolvendo a batalha judicial pela pensão do filho (Reprodução/ Instagram/ @wesleysafadao)

Wesley Safadão resolveu quebrar o silêncio e falar pela primeira vez sobre a polêmica envolvendo a disputa judicial com a ex-mulher, Mileide Mihaile, sobre a pensão do filho que teve com ela, Yhudy. Em uma série de vídeos publicados no Instagram Stories, o cantor deu sua versão dos fatos e chegou a chorar, dizendo que está sendo injustamente julgado e que preferia não ter que falar sobre o assunto para poupar os filhos.

“Sou um cara que trabalho muito, que gosta de espalhar alegria, afinal esse é o dom que Deus me deu, mas hoje resolvi abrir meu coração sobre uma angústia muito grande. Quando somos pessoas públicas, nossa vida acaba virando uma vitrine, faz parte do meu trabalho e entendo muito bem. Mas algo que me dói muito e ver que estou sendo julgado sobre esse assunto da minha vida particular, sem eu ter me pronunciado. Toda história que se conta existe três lados, duas versões e a verdade. E o tempo é o senhor da razão. É difícil demais estar aqui com vocês falando isso. Me mantive em silêncio durante todo esse tempo. Por mais que eu seja uma pessoa pública eu não queria que meus filhos sofressem as consequências dessa fama. Quando surge um assunto em respeito a eles, a melhor forma de resolver é que eles sejam menos afetados possível. Em respeito aos meus familiares, que durante todo esse tempo não entendem eu não ter me pronunciado, e aos meus fãs. Eu preferia passar por tudo isso sem ter que me manifestar. É muito difícil ver tudo isso que tem sido publicado, falado. Entendo que o Yudi não vai ter essa idade pra sempre, ele vai crescer e não quero e ele veja jamais é o pai falando da mãe. Tudo que eu tenho é deles. E eu trabalho muito para isso. Meus filhos sempre vão ter o melhor que eu puder dar. Me dói muito essa injustiça”, disse o cantor no vídeo.

Leia mais:
De férias nas Maldivas, Claudia Raia rebate seguidor que criticou seu corpo
Ex-BBB Emilly Araújo comemora 22 anos com foto de topless

Safadão também explicou que o processo corre sob segredo de Justiça e que ele não pode falar muito sobre os detalhes. “Em 2012, com o fim da minha união estável, todas as minhas obrigações foram definidas pela Justiça, inclusive a pensão. Em 2015 (ele dá uma pausa e chora), quando graças a Deus minha vida começou a mudar, além do acordo sobre a pensão, eu passei a oferecer um valor a mais além de tantos outros pedidos. Quero deixar bem claro que não foi só dez salários mínimos. A única coisa que eu quero é que tudo isso seja regularizado. Nunca vou deixar faltar nada para o meu filho. Tudo que eu tenho é deles. Os meus filhos sempre vão ter o melhor que eu puder dar. Por isso, me dói muito ver essa injustiça perante o meu papel de pai, que todos os dias eu tento exercer com o maior amor do mundo. Muita gente conhece a minha história, sabe que eu não nasci em berço de ouro, lutei muito para chegar até aqui e quero ser uma referência para os meus filhos. Me sinto muito triste por ser julgado por algo que eu não sou”, afirmou o cantor.