Sabrina Sato aos 41 anos: “Sou muito bem resolvida, meu rosto é mais desenhado hoje"

·2 min de leitura
Sabrina Sato e seus 41 anos (Foto: Reprodução/Instagram@sabrinasato)
Sabrina Sato e seus 41 anos (Foto: Reprodução/Instagram@sabrinasato)

Sabrina Sato acaba de encarar uma nova fase em sua carreira. Apresentadora, modelo, atriz e fashionista, ela, que irá estrear no GNT com o reality show "Desapegue se for Capaz", apostou no universo da beleza para sua mais nova empreitada no mundo dos negócios. Inquieta, aos 41 anos, a rainha de bateria da Vila Isabel e da Gaviões da Fiel criou sua primeira linha de maquiagem e está orgulhosa da idade.

“Sou muito bem resolvida. Sinto que estou começando, tenho tanta coisa para fazer. Quero viver mais 60, 50 anos, aproveitando cada fase e momento”, diz a apresentadora diante de seu novo projeto.

Ela revela que a novidade não veio em hora melhor, quando a maturidade bateu em sua porta. “As marcas do rosto fazem parte do momento em que estamos vivendo. A minha boca, hoje em dia, não tem o mesmo desenho que antes, mas não deixa de estar bonita, linda e maravilhosa. Ao mesmo tempo, na maçã do rosto ganhei um contorno que é muito mais bonito. Hoje em dia, acho meu rosto mais desenhado do que quando era mais nova”, comenta a mãe da Zoe.

De qualquer forma, a apresentadora não nega que há uma certa pressão por conta da idade. “Tem a questão da cobrança de fora, mas o que temos que nos preparar é com a gente mesmo, com a cabeça, com o momento. É importante viver o presente”, afirma.

Para Sabrina a estética vem muito mais de dentro do que de fatores externos.

Sabrina Sato lança linha de maquiagem (Foto: Anna Valentina/Divulgação)
Sabrina Sato lança linha de maquiagem (Foto: Anna Valentina/Divulgação)

“Beleza é algo gigantesco, porque envolve o emocional. A gente se sente bonita quando estamos bem com a gente. Sentimos que estamos bela quando estamos nos amando. É muito ligado a autoaceitação, autocuidado, amor próprio. É muito mais como você está se vendo do que como os outros estão te vendo. O que os outros estão vendo também, pouco importa. Quando você está bem, ninguém te derruba”, opina.

Refletindo sobre sua carreira extensa, a apresentadora entrega ainda há muito o que fazer. “O universo artístico e dos negócios é muito gigante. Pensei hoje: ‘Quero jogar, quero ser gamer’ (risos). A gente vai descobrindo o que queremos fazer. Na verdade, podemos fazer o que queremos”, reflete.