Sabrina Sato ainda não está liberada para namorar: 'Cumprindo a quarentena'

Marcelo Sá Barreto/ Brazil News

Por: Leandro Lima

Em março Sabrina Sato tem como missão desfilar como rainha de bateria de duas escolas de samba: Gaviões da Fiel em São Paulo e Vila Isabel no Rio de Janeiro. Por conta do nascimento de Zoe, em novembro, a apresentadora vem seguindo algumas restrições.

Receba no seu Whatsapp as novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais)

Ela não pode, por enquanto, malhar, sambar e nem transar. Para manter a forma, ela tem priorizado a saúde da herdeira. “A alimentação dela é muito importante. Faço caminhadas assim que ela dorme. Sambar só em meados de fevereiro”.

A apresentadora revelou que em 2020 pretende aumentar a família, mas que ainda não foi liberada pra namorar: “Não tem a quarentena, então?”.

Leia também: Sabrina Sato volta ao Carnaval só no carão: ‘Estou com peitão, sou a Sabrinão’

“Não posso malhar, sambar, correr. Fiz uma cesárea, vinte horas de trabalho de parto. Não faço nem dieta radical. Agora estou pensando só na Zoe”, explicou Sabrina, que está empolgadíssima com as novas formas.

“Tenho que segurar esse Carnaval no carão. Estou com o corpo maravilhoso de mãe. Aumentei meu quadril. Quando vocês me viram com esse peitão? Não olha muito que vaza leite! (risos). É uma outra Sabrina. Sabrinão”, brincou com a imprensa na última sexta-feira (18), durante sua coroação como rainha de bateria da escola de samba de Gaviões da Fiel, que levará para avenida uma reedição do enredo de 1994 – “A Saliva do Santo e o Veneno da Serpente”.