Sabrina Petraglia lembra torcida do público pelo casal Shirlei e Felipe, em 'Haja Coração'

KARINA MATIAS
·4 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, BRASIL 25.07.2019 Sabrina Petraglia (atriz na série). Pré-estreia da primeira temporada de
***FOTO DE ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, BRASIL 25.07.2019 Sabrina Petraglia (atriz na série). Pré-estreia da primeira temporada de

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quando a história de amor entre Shirlei e Felipe estourou em "Haja Coração" (Globo, 2016), a atriz Sabrina Petraglia, 37, intérprete da personagem que cativou o público, conta que tomou um susto e ficou um tanto desconcertada.

"Não estava entendendo o que estava acontecendo, as pessoas falavam, e a gente ali totalmente imerso no universo da novela. Só pensava: 'continue trabalhando, continue trabalhando'. Olhava para o Marcos [Pitombo, ator que fez o seu par romântico] e falava: 'E agora?"

O sucesso do casal foi tamanho, recorda ela, que muitos fãs torciam para que os atores tivessem um envolvimento amoroso na vida real. "Tenho um relacionamento de quase nove anos com Ramon [Velázquez, marido da atriz, com quem ela tem um filho e está grávida de outro], e as pessoas queriam que eu ficasse com Marcos de qualquer jeito. As pessoas realmente confundirem, foi um pouco assustador."

O curioso é que Shirlei nem é uma personagem da trama original, "Sassaricando" (1987), de Silvio de Abreu, história em que "Haja Coração" se baseia. O autor Daniel Ortiz a pescou de outra novela de Abreu: "Torre de Babel", de 1998.

Assim como a Shirley, vivida há mais de 20 anos por Karina Barum, a mocinha de Sabrina Petraglia também tem um deficiência na perna que a faz mancar. Ambas são românticas, doces e generosas, mas sofrem com o preconceito e o bullying de muitos dos que vivem ao seu redor. Agora, com "Haja Coração" em reprise no horário das 19h, o público poderá rever como Shirlei conseguiu se aceitar ao longo da sua trajetória -e, atenção ao spoiler: terminar feliz ao lado de Felipe.

Apesar de toda a tensão e nervosismo pelo destaque que o papel tomou, Petraglia diz que foi um trabalho que ela gostou muito de fazer, um divisor na sua carreira. "Foi uma conjunção das estrelas, uma história super carismática. Se a gente não fizesse esse gol, eu nunca ia me perdoar", afirma ela, em conversa com os jornalistas por videoconferência à qual a reportagem participou. O autor Daniel Ortiz conta que recebeu muitas cartas e mensagens de pessoas que se identificaram com a personagem. "Fiquei impressionado como a Shirlei tocou o público. Muita gente se sentiu identificado, mesmo as que não tinham a mesma deficiência", afirma ele.

Para Pitombo, a história da mocinha, típica de um conto de fadas, gera reconhecimento porque todo mundo se sente, de alguma forma, à parte, um pouco rejeitado, ainda que não seja por diferenças físicas, mas por outras falhas. "Shirlei tocou no coração das pessoas."

O ator lembra de um momento marcante da trama e muito aguardado pelos fãs de #Shirlipe, que é quando o casal se beijava pela primeira vez. Pitombo diz que eles se prepararam muito antes da gravação, que aconteceu de forma rápida, em cerca de dez minutos. Por coincidência, porém, o dia em que foi ao ar não seria o melhor para a audiência: 31 de agosto de 2016, quando foi votado o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ele conta que chegou a pensar que ninguém veria a cena. Que nada. Ela foi a maior audiência daquela data, superando os plantões do jornalismo e levando à novela a atingir média de 29,5 pontos no Ibope. "A gente vive de pequenos momentos, pequenas conquistas. Neste dia, eu e a Sabrina falamos: 'Hoje a gente venceu'."

DO RÁDIO PARA A TV

Sabrina tinha 24 anos e trabalhava como radialista quando decidiu largar tudo e apostar na carreira de atriz. Em 2009, ela se formou na EAD (Escola de Arte Dramática) da USP (Universidade de São Paulo), ao lado de João Baldasserine, seu colega em "Haja Coração".

Na Globo, ela estreou um ano depois, em uma participação em "Passione". Dali, interpretou Simone em "Flor do Caribe", trama de 2013, que também é reprisada atualmente, na faixa das 18h. Um ano depois, ela esteve em "Alto Astral", mas foi com a Shirlei que alcançou o sucesso.

A atriz está em "Salve-se Quem Puder", novela também de Daniel Ortiz, que teve sua exibição interrompida em março por causa do novo coronavírus. Grávida de seu segundo filho, ela já finalizou as gravações da trama, que só volta ao ar em 2021. Na história, ela é Micaela. "Agora, sinto que estava mais madura e mais serena. E vejo uma evolução, estou aprendendo. Fiz poucas novelas, é um veículo novo para mim", conclui.