Roteirista de 'Vila Sésamo' diz que personagens Beto e Ênio são gays, mas produtores negam

(Imagem: divulgação PBS)

A sexualidade de dois bonecos é o centro da nova polêmica desta semana em Hollywood. Os personagens em questão são Beto e Ênio, do programa infantil ‘Vila Sésamo’, que marcou gerações no mundo todo desde sua estreia na TV norte-americana, em 1969.

De acordo com Mark Saltzman, ex-roteirista da atração, os dois não eram apenas melhores amigos, mas também formavam um casal. Em entrevista ao site Queerty, ele confirmou que no período no qual escreveu cenas entre os personagens para o programa, entre 1985 e 1998, sempre os viu como um reflexo de sua relação com o próprio companheiro, o editor Arnold Glassman. “Eles eram um casal gay, não via outra maneira de os contextualizar”, declarou.

Em suas aparições em ‘Vila Sésamo’, Beto e Ênio estão sempre juntos e dividem o mesmo apartamento, apesar de dormirem em camas separadas. As insinuações de que ambos fossem um casal sempre foram levadas na brincadeira, mas a afirmação de Saltzman, publicada no último domingo e que viralizou nos dias seguintes mexeu com os produtores. A resposta veio na tarde desta terça-feira.

Em sua conta no Twitter, a Sesame Workshop, que cuida dos direitos dos personagens, fez uma publicação para tentar acabar com a controvérsia: “Como sempre dissemos, Beto e Ênio são melhores amigos. Mesmo que eles sejam identificados como personagens masculinos e tenham muitos traços e características humanas (como a maioria dos bonecos da ‘Vila Sésamo’), eles continuam sendo fantoches e não têm uma orientação sexual”.

No entanto, alguns usuários da rede social responderam questionando o comunicado oficial. O argumento utilizado é que os produtores perderam a chance de mostrar para o público, mesmo o infantil, que casais formados por dois homens também podem ser considerados normais, assim como são encarados desta maneira casais formados por um homem e uma mulher em atrações voltadas para crianças – o que invalida o argumento de que orientação sexual nunca é tratada em programas do tipo.