Ronaldinho é investigado no Paraguai por documento falso

Ronaldinho em evento no Paraguai nesta quarta, dia 4 (NORBERTO DUARTE/AFP via Getty Images)

Ronaldinho Gaúcho foi alvo de uma ação policial em Assunção, capital do Paraguai, nesta quarta (4), após uma denúncia de que ele e seu irmão Assis teriam entrado no país portando passaportes falsos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

De acordo com autoridades locais, foram encontrados passaportes “de conteúdo provavelmente alterado” durante a abordagem policial feita em uma suíte de um hotel em Assunção, capital do país.

Leia também:

Inicialmente, a informação da imprensa local é que Ronaldinho teria sido detido, mas apenas o empresário brasileiro Wilmondes Sousa Lira, de 45 anos, foi levado pela polícia sob a acusação de fornecer os documentos adulterados. Já Ronaldinho e Assis terão que depor na manhã desta quinta (5).

O ex-jogador chegou ao país nesta quarta para promover uma instituição de caridade e seu novo livro. 

Em 2018, o ex-jogador teve seu passaporte retido após ser condenado pela Justiça do Rio Grande do Sul a pagar R$ 8,5 milhões por crime ambiental em Porto Alegre. No fim do ano seguinte, ele recuperou o documento ao fazer um acordo com o Ministério Público estadual e pagar R$ 6 milhões.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.