Romancista Larry McMurtry, de "Laços de Ternura", morre aos 84 anos

Cynthia Osterman
·1 minuto de leitura
Diana Ossana e Larry McMurtry recebem Oscar

Por Cynthia Osterman

(Reuters) - O escritor Larry McMurtry, que tratou de relacionamentos complexos em romances como "The Last Picture Show" e "Laços de Ternura" e depois ajudou a redefinir o Velho Oeste norte-americano no épico "Lonesome Dove", morreu aos 84 anos, disse sua empresária nesta sexta-feira.

McMurtry faleceu na noite de quinta-feira, afirmou Amanda Lundberg. Ela não tinha maiores detalhes de imediato, inclusive como ou onde o autor morreu.

Além de receber o Prêmio Pulitzer por "Lonesome Dove" em 1986, McMurtry conquistou um Oscar em 2006 com a parceira Diana Ossana pelo roteiro de "O Segredo de Brokeback Mountain", que fala da relação entre dois caubóis gays. Ele ainda foi indicado em 1972 pela adaptação de "The Last Picture Show".

McMurtry escreveu quase 50 títulos – coletâneas de ensaios e críticas e livros de memórias, além de seus romances –, mas o de maior impacto foi "Lonesome Dove", que conta a história de dois ex-guardas florestais maduros do Texas, o amistoso Gus e o irritadiço Call, enquanto tocam uma manada do Texas a Montana.

"Se alguém tivesse algum juízo, jogaria fora 'Moby-Dick' e colocaria 'Lonesome Dove' no centro como grande romance épico americano", opinou Carolyn See, professora de Literatura da Universidade da Califórnia em Los Angeles, ao jornal Los Angeles Times em 2003.

McMurtry tinha uma abordagem simples para sua escrita.

"Gosto de inventar coisas", disse ele ao Texas Monthly em 2016. "Simplesmente escrevo".

(Reportagem adicional de Lisa Richwine e Peter Szekely)