Rodrigo Santoro será Fernão Magalhães em série com ator de 'La Casa de Papel'

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 01.08.2016 - O ator Rodrigo Santoro durante evento em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 01.08.2016 - O ator Rodrigo Santoro durante evento em São Paulo. (Foto: Bruno Poletti/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS), SP - O ator Rodrigo Santoro será protagonista de "Sem Limites", nova produção mundial da Amazon, que está programada para estrear em 2022. O ator Álvaro Morte, o professor de "La Casa de Papel", também vai estrelar a minissérie de ação e aventura em quatro capítulos, e falada em espanhol.

Santoro já está na Espanha para as gravações da produção. Ele vai dar vida a Fernão Magalhães, personagem que comandou a expedição que entrou para a história por ser a primeira a dar a volta ao mundo --marco que completa 500 anos em 2022.

"O que esses homens realizaram foi absolutamente extraordinário. Uma missão quase impossível e que acabou mudando a história da humanidade, provando que a Terra era realmente redonda", diz Santoro ao jornal Folha de S.Paulo.

"Magalhães é um personagem extremamente interessante, que à primeira vista pode parecer apenas um aventureiro corajoso e destemido, mas na verdade está cheio de conflitos e contradições", completa.

Para o ator, o maior desfio é encontrar uma forma de humanizar o papel. "É interessante porque, por um lado, tenho muitas informações sobre o personagem que me ajudam e servem de base para criá-lo, mas, por outro lado, também tenho um compromisso com a história

Apenas 18 marinheiros voltaram da expedição três anos depois no único navio que resistiu à aventura. Para o ator, o maior desfio é encontrar uma forma.

Santoro contou que durante o período de quarentena no Brasil se aprofundou nos estudos e pesquisas para fazer o personagem. "Por um ano estive conversando com historiadores e lendo muito, especialmente sobre Magalhães. Ele tem uma imagem muito polêmica de um herói, de um vilão, mas o que me surpreendeu foi como por trás dessa imagem encontrei um homem com conflitos profundos e cheio de humanidades."