Protagonista de filme indicado ao Oscar, Rodrigo Santoro comemora: "Uma honra"

Rodrigo Santoro. Foto: reprodução/Instagram/rodrigosantoro

Protagonista do filme “O Tradutor”, o brasileiro Rodrigo Santoro está radiante com a escolha do longa para representar Cuba no Oscar 2020, na categoria Melhor Filme em Língua Estrangeira.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Fazer esse filme foi um dos maiores desafios, em muitos sentidos, que tive na minha jornada até hoje. Recebi essa notícia com muita alegria. É uma honra e um grande estímulo receber esse reconhecimento”, escreveu o ator, em seu perfil no Instagram, destacando que a obra fala “da necessidade e do poder do afeto”.

Leia também:


É a primeira vez que Cuba escolhe um filme estrelado por um estrangeiro para indicar à premiação. O longa é inspirado em uma história real: a do pai dos cineastas Rodrigo e Sebastián Barriuso. Na ficção, Santoro interpreta Malin, um professor cubano de literatura russa que é convocado para trabalhar na ala infantil de um hospital e facilitar a comunicação entre os médicos e as crianças vítimas do acidente nuclear de Chernobyl.

A notícia foi festejada por amigos do ator, como os atores Milhem Cortaz e Bruno Mazzeo. O ator e diretor Selton Mello parabenizou o colega: “Que demais! Tudo a ver! Boto fé!”. A atriz e apresentadora Fernanda Rodrigues também comemorou: “Fantástico!”.

Cena do filme "O Tradutor", com Rodrigo Santoro. Foto: divulgação

A esposa de Santoro, a atriz e apresentadora Mel Fronckowiak, deixou uma mensagem carinhosa. “Esse filme é assim como você: humano, profundo, intenso, cheio de capacidade de superação. Quanto orgulho, quanto amor”, escreveu, orgulhosa, a mãe de Nina, primeira filha do casal.

O filme brasileiro escolhido para ser o representante nacional é “A Vida Invisível”, de Karim Aïnouz, Baseado no romance de Martha Batalha, o longa narra a trajetória de duas irmãs cariocas nos anos 50, Eurídice e Guida, que têm seus sonhos soterrados pelo peso de uma sociedade machista.