Rodrigo França destaca escolha de Margareth para Cultura: "Consciência que verba deve ser descentralizada"

A escolha de Margareth Menezes para o posto de ministra da Cultura entusiasmou agentes do setor. Um dos artistas e gestores que exaltou a nomeação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi o diretor, ator e professor Rodrigo França.

"Quando a gente pensa em gestora — porque ser ministra da Cultura é entender de número, é entender de verba, é entender de leis — é a melhor pessoa", destaca França ao falar com o Yahoo Entrevista.

"Fora que a gente precisava de uma ministra da Cultura que tivesse um olhar humanizado, um olhar respeitoso, democrático e, principalmente, que tivesse consciência que essa verba deve ser descentralizada", acrescenta.

A cantora baiana foi confirmada na pasta no último dia 13 de dezembro. Sua escolha também marca o retorno do ministério que havia sido extinto no início do governo Jair Bolsonaro. Sob o atual governo, a Cultura foi gerida por meio de uma Secretaria Especial, atualmente vinculada ao Ministério do Turismo.

Assista à entrevista completa: