Rock in Rio tem cerca de 600 queixas de furto e roubo registradas na polícia

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil ido Rio de Janeiro registrou, até o momento, cerca de 600 ocorrências relacionadas à nona edição do Rock in Rio, que começou nesta sexta (2). A maior parte das denúncias são de furto.

"A instituição reforça que a segurança na Cidade do Rock é privada e de responsabilidade dos organizadores do evento", diz a nota da Polícia enviada no fim desta tarde.

Segundo uma nota da assessoria do Rock in Rio, mais de cem celulares foram devolvidos aos proprietários nos mesmos dias das queixas relatadas.

"A organização do Rock in Rio reforça que existem três pontos de achados e perdidos na Cidade do Rock e que o público deve checar estes pontos para verificar pertences perdidos. E lembra que somente na primeira noite de festival do total de celulares encontrados no granado mais de cem aparelhos já foram devolvidos a seus proprietários no mesmo dia", afirma a nota.

O texto enviado pela organização do festival diz ainda que "em registros de furtos, a orientação é se encaminhar ao Jecrim, o Juizado Especial Criminal, para registrar a ocorrência."

Nos primeiros dias desta edição do Rock in Rio, o festival contou com nomes como Justin Bieber, Iron Maiden e Post Malone.