Roberto Carlos lamenta morte de Erasmo: 'Minha dor é muito grande'

*ARQUIVO* São Paulo, SP, BRASIL, 27-07-2022: Depois de 12 shows nos Estados Unidos, Roberto Carlos dá início à etapa brasileira de sua turnê no Vibra São Paulo nesta quarta (27). Ele lançou recentemente seu 33º álbum  ?Amor sin Límite? com músicas inéditas em Espanhol e mais recentemente o dueto ?A Cor do Amor? e uma nova versão do sucesso ?Outra Vez?, ambas fizeram parte da trilha sonora da novela ?Um Lugar ao Sol?. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, BRASIL, 27-07-2022: Depois de 12 shows nos Estados Unidos, Roberto Carlos dá início à etapa brasileira de sua turnê no Vibra São Paulo nesta quarta (27). Ele lançou recentemente seu 33º álbum ?Amor sin Límite? com músicas inéditas em Espanhol e mais recentemente o dueto ?A Cor do Amor? e uma nova versão do sucesso ?Outra Vez?, ambas fizeram parte da trilha sonora da novela ?Um Lugar ao Sol?. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Roberto Carlos usou as redes sociais para lamentar a morte de Erasmo Carlos. O cantor e compositor morreu nesta terça-feira (22), aos 81 anos. O rei postou um vídeo com várias cenas da dupla ao longo das seis décadas de parceria e amizade . "Minha dor é muito grande. Nem sei como dizer tudo o que eu penso desse meu amigo querido, meu grande irmão, meu ídolo", começou Roberto na homenagem.

"Por tudo, pela sua lealdade, sua inteligência, sua bondade, por tudo o que eu conheço dele. Um ser humano maravilhoso esse meu irmão. É um privilégio pra mim ter um amigo assim, um irmão, por todos esses anos", continuou Roberto Carlos, que segundo assessoria estava muito abalado com a morte de Erasmo na manhã desta terça-feira.

Um pouco antes da postagem do rei, a família do Tremendão, como também era conhecido, divulgou uma nota informando que o cantor e compositor teve um quadro de paniculite agravado por sepse de origem cutânea. A paniculite é a inflamação da camada de gordura que fica abaixo da pele e, no caso dele, agravada por uma infecção generalizada. O artista havia deixado o hospital Barra D'Or em 2 de novembro após 16 dias internado tratando uma síndrome edemigênica. No mesmo dia, ele foi internado novamente no mesmo hospital, onde veio a falecer.

"Difícil encontrar palavras pra falar desse cara... Esse cara, o meu amigo Erasmo Carlos. Ele viverá sempre no meu coração. Que nosso Deus de bondade o proteja e o abençoe sempre. Amém, amém amém", finalizou Roberto Carlos na postagem