Rita Cadillac conta que auxílio emergencial pagou conta de luz e condomínio

Rita Cadillac. Foto: reprodução/Instagram/ritacadillac

Rita Cadillac, 65 anos, contou que usou a primeira parcela do auxílio emergencial concedido a trabalhadores informais em meio à crise para pagar luz, condomínio e outras contas. A dançarina justificou a inscrição para o recebimento dos R$ 600 já que está sem trabalho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no InstagramFacebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

“Quem pediu o benefício foi a cidadã Rita de Cássia. Porque a Rita Cadillac está dormindo desde que começou a pandemia e só vai acordar quando ela puder voltar a fazer shows, o que eu sempre fiz na minha vida. Se eu estivesse trabalhando, eu jamais pediria”, disse, em entrevista ao jornal “Extra”.

Leia também:

Segundo Rita, seu pedido cumpriu todas as exigências estipuladas pelo governo federal. “Preenchi todo o cadastro, mandei tudo o que eles pediram, foi analisado e me deram. O dinheiro ajudou a pagar luz, uma parte do condomínio e outras contas”, explicou.

A ex-chacrete comentou ainda os ataques que recebeu nas redes sociais por ter recebido o auxílio. “Até agora estou sem entender o porquê disso. As pessoas imaginam que todos os artistas são milionários e moram em mansões. Tem muito artista que não. Eu não sou assalariada, não tenho contrato com ninguém”, justificou.

Rita conta que tinha uma média de 15 shows agendados por mês, mas a programação até meados de julho foi cancelada com a pandemia do novo coronavírus. “O artista foi o primeiro a parar e será o último a voltar a trabalhar. As pessoas fizeram um reboliço tão grande que me magoou muito. Nunca menti, nunca disse que sou rica, nunca mostrei uma fortuna. Minha vida sempre foi muito simples”, afirmou.