Rinite alérgica: 14 mudanças na sua casa para evitar crises

Foto: Divulgação

Por Cristiane Capuchinho

Cerca de 20% da população brasileira sofre com rinite alérgica, um tipo de alergia respiratória que irrita a mucosa nasal e provoca coriza, espirros, tosse e coceira nos olhos e nariz. A estimativa é da Asbai (Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia).

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

A doença é comum e os fatores que desencadeiam suas crises estão presentes em qualquer casa brasileira. Pesquisas nacionais mostram que o principal responsável pelas crises é a poeira doméstica, uma mistura de escamação da nossa pele, ácaros, restos de baratas e outros insetos e pelos de animais doméstico. Fungos e odores fortes são outras substâncias que perturbam muitos narizes.

Leia também

As crises constantes podem provocar sinusite, afetar a qualidade do sono e ainda são fator de risco para outras doenças respiratórias, como pneumonia e asma. “Cerca de 80% das pessoas asmáticas também sofrem de rinite que, se não for tratada adequadamente, pode piorar as crises de asma”, alerta Priscila Megumi Takejima, médica alergista e membro da Asbai.

Como a doença é crônica, o melhor jeito de combatê-la é evitar a exposição de quem tem rinite às substâncias que causam alergia e garantir um ambiente saudável.

Confira 14 dicas para sua casa que vão melhorar (e muito) a qualidade de vida de quem é alérgico.

Quarto

1. Boa posição dos móveis: a cama não deve ficar com o colchão colado à parede. Se não for possível deixar um corredor ao lado da cama, evite paredes com marcas de umidade, e prefira uma parede que receba sol.

“Neste período a umidade do ar tende a ser baixa, o que favorece o ressecamento das mucosas e a maior concentração de poluentes no ar”, explica Tatiana Alves Monteiro, otorrinolaringologista do Hospital Sirio-Libanês.

2. Travesseiro certo: prefira modelos de espuma, fibra ou látex –modelos de paina e pena devem ser evitados. Se possível, use capas impermeáveis aos ácaros.

Compre: Travesseiro LátexPlus Sintético para Fronhas Revestimento Poliéster por R$47,75

Foto: Divulgação

3. Colchão limpo: Aspire a superfície dos colchões frequentemente com aspiradores com filtro HEPA.

4. Roupas de cama para quarar: devem ser lavados semanalmente --preferencilamente em alta temperatura (acima de 55°C)-- e colocados para secar ao sol.

Compre: Jogo de Cama Queen, Sultan por R$143,88

Roupa de cama. Foto: Divulgação

5. Não lave travesseiros: o interior do travesseiro pode ficar úmido e criar um ambiente favorável para a proliferação de fungos e micro-organismos. Os especialistas recomendam que os travesseiros sejam trocados a cada dois anos.

6. Edredom de orelha: cobertores de lã devem ser evitados por quem sofre com rinite alérgica. O melhor são edredons de algodão ou cobertas de microfibra, que precisam ser lavados a cada dois ou três meses.

Compre: Edredom de Malha Zelo Queen - 100% Algodão Marine por R$199,90

Edredon de algodão. Foto: Divulgação

Sala

7. Sem tapetes ou carpetes: no solo, a preferência deve ser por pisos frios ou laminados --como cerâmica, vinil ou madeira-- sem tapetes.

8. Persianas no lugar de cortinas de tecido: a melhor escolha são cortinas do tipo persiana ou de material que possa ser limpo com pano úmido.

9. Livros guardados: livros e papeis em estantes abertas são um foco de acúmulo de poeira. Armários com portas fechadas são a melhor opção para a biblioteca doméstica de quem é alérgico, que não devem ficar no quarto de dormir.

Banheiro

10. Caça ao mofo: mantenha os ambientes úmidos da casa livres de mofo. Para limpar as manchas na cortina do banheiro ou no teto, use uma mistura de água com água sanitária –melhor se for aplicada por alguém que não tem rinite alérgica.

Regras de ouro para a casa limpa

11. Fumantes do lado de fora: evite fumar ou permitir que fumem no ambiente doméstico (ou no carro);

12. Abra as janelas: ventile a casa cotidianamente. Na primavera, prefira abrir as janelas no período da noite para evitar os picos de pólen no ar;

13. Diariamente: Nada de vassouras ou espanadores, que espalham a poeira no ar. Faça a limpeza cotidiana com pano úmido e evite produtos químicos com odores fortes, que podem irritar a mucosa do nariz.

14. Melhor amigo: use o aspirador de pó com filtro HEPA como aliado na limpeza.

Compre: Aspirador de Pó Hepa 127V, Philco por R$198,90

Aspirador de pó. Foto: Divulgação


Fontes consultadas: Também foram consultados o “Guia prático sobre controle ambiental para pacientes com rinite alérgica”, de Norma Rubini, Gustavo Wandalsen, Maria Cândida Rizzo, Marcelo Aun, Herberto Chong Neto e Dirceu Solé, e o “IV Consenso Brasileiro sobre Rinite - atualização em rinite alérgica”, da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial.

*O time de compras do Yahoo Vida e estilo está comprometido em fazer a melhor curadoria possível de produtos que façam sentido para a sua vida - tudo isso com os melhores preços possíveis, é claro. Uma parte do lucro pode ser convertida para o site