Ricky Martin sofre ataques homofóbicos após publicar fotos com o marido

·2 minuto de leitura

Resumo da notícia:

  • Ricky Martin desabafou sobre os ataques que sofreu após posar ao lado do marido.

  • O cantor revelou que perdeu milhares de seguidores ao compartilhar as fotos em suas redes sociais.

Ricky Martin usou suas redes sociais para desabafar sobre os ataques homofóbicos que recebeu após publicar fotos ao lado do marido. O cantor contou que perdeu milhares de seguidores ao posar com o pintor Jwan Yosef.

Leia também:

Os cliques em questão foram feitos em ensaio fotográfico de Matthew Brookes, para a revista CAP 72024. No texto, Martin contou o que sentiu: “Hoje quero falar com você do meu lado mais vulnerável. Há uma semana, postei algumas fotos com meu marido para uma edição especial da Cap 74024 Magazine. Para ambos, foi uma experiência incrível e uma forma de comemorar o nosso orgulho. O que eu não esperava, principalmente depois de todo o trabalho que tem sido feito há tantos anos, é que um grande número de pessoas decidiu deixar de me seguir ou comentar de forma depreciativa”.

O artista contou logo em seguida que superou os seus medos e traumas no passado e os transformou em força para tornar o mundo, um lugar melhor e mais acolhedor. Ele ainda explicou que não se preocupa com a perda de seguidores em si, mas sim, com a mensagem que essas pessoas queriam passar com os unfollows, e revelou que a última vez que sentiu medo desse jeito, foi quando compartilhou com todos sua orientação sexual.

“Aquele mesmo medo que me paralisou, me atormentou e não me deixou em paz. Hoje eu vejo as fotos e me sinto cheio de paz porque posso comemorar como elas merecem. Sou capaz de comemorar a mim mesmo, como sou, não importa o que digam. E o medo de que acabei de falar não me impede mais. Pelo contrário: me dá muito mais força e me impulsiona a continuar a trabalhar pelo bem-estar de milhões de pessoas que sofrem diariamente pela falta de acolhimento”, declarou Martin.

O ex-Menudo, por fim, dedicou seu desabafo a todas as pessoas que se sentem perdidas ou sozinhas, e garantiu que a comunidade sempre irá recebê-las de braços abertos. “O máximo que desejo nesta vida é que todos possamos nos sentir livres, orgulhosos de nós mesmos, e ser felizes, amados, respeitados e aceitos. Que possamos nos expressar como nascemos sem retaliação ou sem sermos punidos. Não é justo continuar perdendo vidas valiosas pelo preconceito e pela falta de educação. Eles valem muito, não se esqueçam, por favor”, concluiu.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos