Ricky Martin lamenta falta de espaço: "por que eu sou gay?"

·2 minuto de leitura
Puerto Rican singer Ricky Martin speaks at a news conference during the 61th International Song Festival in Vina del Mar, Chile, February 23, 2020. REUTERS/Rodrigo Garrido
Ricky Martin fala em evento realizado no Chile, em 2020 (REUTERS/Rodrigo Garrido)

Resumo da notícia:

  • Com uma carreira cheia de sucessos na música, Ricky Martin lamentou em entrevista recente as poucas oportunidades que recebeu no cinema

  • "Eu amo atuar. Estou esperando por esses roteiros, por ótimos roteiros", disse ele

  • Em busca de trabalhos como ator, ele chegou a se questionar se o fato de ser gay o atrapalha na profissão

Com uma carreira bem-sucedida na música, Ricky Martin também é ator. Em entrevista ao site da revista People, o cantor lamentou as faltas de oportunidades recebidas no cinema e na televisão - mesmo tendo sido indicado ao Emmy pela sua atuação como Antonio D'Amico em 'American Crime Story' (2018).

"Eu amo atuar. Estou esperando por esses roteiros, por ótimos roteiros. Posso interpretar gays, posso interpretar héteros, posso interpretar um serial killer. Posso fazer um latino, mas também posso fazer um europeu. Estou pronto. Só me dê [um papel], cara. Me dê", pediu ele.

Leia também:

"Eu só quero explorar qualquer coisa que tenha a ver com atuação. Eu amo teatro também. Quero contar uma história. É isso que eu quero. Quero contar uma história importante e quero mudar a maneira como as pessoas veem a vida em geral de uma forma mais otimista", completou o porto-riquenho.

A carreira após se declarar 

BEVERLY HILLS, CA - JANUARY 06:  Outstanding Limited Series award for 'The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story' winners, (L-R) Darren Criss, Penelope Cruz, and Ricky Martin pose in the press room during the 76th Annual Golden Globe Awards at The Beverly Hilton Hotel on January 6, 2019 in Beverly Hills, California.  (Photo by Kevin Winter/Getty Images)
Darren Criss, Penelope Cruz e Ricky Martin na cerimônia do Globo de Ouro, em 2019 (Photo by Kevin Winter/Getty Images)

Aos 49 anos, o ator refletiu sobre a decisão de se assumir gay em 2010. Ricky Martin revelou que, quatro anos atrás, ouviu de um executivo da música que poderia vender ainda mais discos se nunca tivesse assumido a sua orientação sexual. “Isso foi algo que realmente me afetou. Eu pensei: 'Estou realmente lidando com isso? Eles não estão tocando minha música neste país porque eu sou gay? Isso está realmente acontecendo?", lembrou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Esse executivo não trabalha mais para a gravadora. Foi demitido. Mas eu senti. Aquilo me atingiu muito", completou o cantor. Por causa dessa conversa, Martin chega a se questionar se a sua orientação sexual não tem sido um empecilho como ator. “Não sei se não estou conseguindo papéis porque sou gay. Mas se esse for o caso, é muito triste. Vou continuar trabalhando até que a vida seja diferente", finalizou.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos