Ricky Martin entra na Justiça contra sobrinho e pede indenização de US$ 20 mi

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ricky Martin entrou com um processo contra o sobrinho Dennis Yádiel Sánchez, que havia acusado o cantor porto-riquenho de abuso e incesto. A decisão do artista ocorre após uma vitória na Justiça contra o mesmo sobrinho. Agora o artista pede uma indenização de cerca de US$ 20 milhões -cerca de R$ 105 milhões.

Nos autos do processo, revelados nesta quarta (7), os advogados defendem o cantor, que afirma ter sido "perseguido, assediado e extorquido por uma pessoa desajustada". Sánchez, o sobrinho, tornou públicas as acusações em julho passado.

Segundo os primeiros relatos, Sánchez e Martin teriam se relacionado durante sete meses até que o ex-integrante da banda Menudos não teria aceitado o término. Por isso, o familiar se disse supostamente perseguido pelo artista. Desde o início, Martin classificou as acusações como "falsas e nojentas".

A briga familiar foi parar nos tribunais, mas Sánchez chegou a pedir o arquivamento do caso, o que foi comemorado pelo artista. Mesmo assim, uma reportagem do TMZ revelou que ele passou a mandar mensagens para Martin, ameaçando "assassinar sua reputação e integridade", caso o cantor não o pagasse. No intervalo de quatro meses, Sánchez chegou a enviar mais de dez mensagens por dia para o artista.

Na ação na Justiça, Martin pede que o juiz proíba qualquer tentativa de comunicação de Sánchez, além de uma indenização.