Review | Sonic Frontiers

Sonic Frontiers finalmente está entre nós e sua promessa de mundo aberto foi a primeira coisa que com certeza chamou atenção. Essa nova proposta veio atrelada a novas ideias, que posso adiantar que ousam, por mais que umas dão certo e outras nem tanto. Este primeiro jogo de mundo aberto do Sonic traz surpresas que não cansam de chegar durante todas as cinco ilhas que vêm com o game (por mais que nem todas essa sejam agradáveis) e certamente marca um retorno que traz novos ares e mostra que o ouriço azul ainda tem pique para mais corridas frenéticas.

A questão é que você também perceberá que nem tudo é perfeito. A sombria história é realmente previsível, onde uma raça extinta há muito tempo prende alguns memebro favoritos da família Sonic, como Amy, Tails e Knuckles, ao mesmo tempo que apresenta uma inimiga estranha, conhecida como Sage, profissional em se esquivar de tudo (inclusive da história do jogo). Assim como as surpresas de gameplay, o enredo traz uma mistura de clichês - sobre o poder da amizade e civilizações antigas, que têm tecnologia avançada - e momentos realmente interessantes na forma de caracterizações profundas do elenco de Sonic, como o foco na rivalidade fraternal entre Sonic e Knuckles, ao mesmo tempo que mostra um Tails bem mais do que apenas um ajudante do Sonic. E você perceberá que praticamente todo o jogo é uma mistura de altos e baixos, momentos bons e ruins, clichês e coisas novas (e realmente boas).

É absolutamente delicioso correr pelas exten...

Review | Sonic Frontiers
Leia Mais

Sonic Frontiers: 5 minutos de alta velocidade no gameplay de Rank S em um Cyber Space
Sonic Frontiers - Screenshots de gameplay
Sonic Frontiers: Vazamento confirma data de lançamento