Especialista em sexualidade conta quais são as 5 principais dúvidas de sexo

Marcela De Mingo
Passion in bed. African-american couple hands pulling white sheets in ecstasy, closeup
Dúvidas de sexo: respondemos às principais com a ajuda de um psicólogo especialista em sexualidade

Quantas dúvidas de sexo você tem, mas sente que não pode conversar sobre o assunto com alguém? Calma, a gente entende que o assunto é tabu para muita gente, por isso, foi atrás de algumas das principais respostas sobre o tema para ajudar.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

Quanto mais você souber sobre sexo, melhor. Assim, você consegue manter uma vida sexual ativa e prazerosa, com consciência do que gosta, o que não gosta, o que é legal e o que não é tanto assim.

Leia também

Conversamos com o psicólogo especialista em sexualidade Marlon Mattedi, do Sexo Sem Dúvida, para desvendar algumas dúvidas de sexo que mais aparecerem, olha só:

1. Por que a mulher demora mais para atingir o orgasmo?

"Isso é mais mito que realidade", explica Marlon. "Uma mulher, quando estimulada sexualmente, pode alcançar um orgasmo tão rápido quanto um homem. O problema é que não se estimula as mulheres da forma que mais agrada a elas. Por exemplo, muitos casais nem sabem onde estão os pontos de prazer da mulher, acham que é no fundo da vagina, e não é bem ali. Não sabem onde está exatamente o clitóris, nem tem noção como estimular pontos sensíveis na mulher..."

Segundo o profissional, o erro, aqui, está em acreditar que a penetração é o suficiente para fazer a mulher alcançar o orgasmo - isso vai, mesmo, levar mais tempo e a dificuldade é maior. "Não é que as mulheres são mais lentas, é o jeito, é a forma, é o estímulo que deve ser mudado e ela volta a ser rápida", diz o psicólogo.

2. Como atingir o orgasmo feminino no sexo com penetração?

E já que falamos em penetração… como tornar essa prática mais gostosa para a mulher? Segundo Marlon, de cada 10 mulheres, praticamente 8 não chegam ao orgasmo com o pênis somente penetrando a vagina. As mulheres, na maioria dos casos, encontram dificuldades em alcançar o orgasmo na penetração. "O pênis penetrando a vagina não encosta, não estimula, os pontos mais sensíveis da mulher para um orgasmo". Ou seja, o primeiro passo é aprender sobre a anatomia feminina, descobrir os seus pontos de sensibilidade (existem muitos manuais e e-books sobre o assunto, inclusive no Sexo Sem Dúvida), que podem ajudar.

3. A masturbação ajuda a melhorar a vida sexual?

A masturbação é benéfica por muitos motivos, mas é um fato que mulheres que nunca se tocaram têm mais dificuldade para alcançar o prazer e ter orgasmos. Conhecer a si mesma é essencial, nesses casos, porque ajuda inclusive a aproveitar mais o sexo a dois.

"A masturbação é algo saudável, deveria ser uma prática comum para a mulher. Porque quando uma mulher sabe sentir prazer sozinha, fica mais fácil sentir com alguém", diz o psicólogo.

Young couple lying in bed under blanket at home. Boyfriend sleeping, pensive and frustrated girlfriend thinking about relationships break up or treason. Problem in sexual life or childlessness concept
Muitas vezes, a falta de desejo está ligada às questões emocionais, e é importante tratar a causa antes de retomar a vida sexual

4. O que fazer quando a mulher não sente desejo?

Um ponto importante é a necessidade de encarar a falta de desejo como um sintoma. Ele pode acontecer por muitos fatores, como sobrecarga de trabalho, estresse, ansiedade, preocupação… Também pode ser gerado por problemas no próprio relacionamento, emoções acumuladas e cobranças - até mesmo fatores hormonais e de saúde física podem gerar uma falta de desejo. Por isso, é preciso investigar a causa antes de pensar no seu resultado.

5. E quando o homem tem problemas de ereção?

"Impotência sexual, disfunção erétil, deve ser investigado porque tem inúmeras causas", diz Marlon. "Até os 55 a 60 anos de idade, a maioria dos problemas de ereção estão muito mais relacionados a estresse, medo, ansiedade e cobrança pelo desempenho sexual, do que a problemas físicos. Após essa idade, as causas físicas começam a ter uma maior relevância. De qualquer forma, antes de tirar conclusões sozinho, vale sempre uma consulta com profissionais especialistas em sexualidade humana".

Aliás, essas disfunções, de acordo com o psicólogo, determinam algumas das principais dificuldades dos casais na hora do sexo. Quando uma impotência ou ejaculação precoce acontecem, eles não sabem o que fazer ou como agir. Por isso, o momento pede calma e uma investigação detalhada - muitas vezes, a causa é ligada a fatores emocionais, e vale a pena buscar entender o que está acontecendo para sanar esses desconfortos na hora H.

Vamos falar sobre sexo?

Tirar dúvidas de sexo é importantíssimo não só para melhorar a vida sexual das pessoas como um todo, mas para tornar o tema natural e parte do dia a dia - como já é, só que ainda de forma escondida e com cara de "errado". Para isso, a melhor coisa a fazer é, claro, conversar sobre o assunto.

"A repressão sexual, não se falar de sexo normalmente, alimenta o tabu em cima dele", continua o psicólogo. "Existem sociedades que lidam com o sexo como outro assunto qualquer, com muito mais naturalidade. Vocês acham que o sexo no Brasil é livre? Não é. Alimentamos o tabu toda vez que não falamos de sexo, que não educamos nas escolas, que desviamos esse assunto com os filhos, todas as vezes em que a sociedade não passa informações corretas".

Ou seja, na dúvida, tire a dúvida! Converse sobre e saiba que, na maioria dos casos, as suas perguntas podem ser as mesmas das outras pessoas e, respondendo uma delas, você ajuda muita gente.