Repórter da Globo é interrompida ao vivo com gritos de 'fora Bolsonaro'

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A repórter Laura Cassano fazia uma entrada ao vivo da Praça da República, no centro de São Paulo, e informava no SP2 sobre os blocos carnavalescos que desfilariam na capital paulista no final de semana quando foi surpreendida por um manifestante nesta sexta-feira (14).

O homem segurava um jornal com dizeres contra o presidente Jair Bolsonaro e se posicionou atrás dela para aparecer na câmera. No momento em que a jornalista chamava a reportagem, o manifestante resolveu gritar contra o presidente. "Fora Bolsonaro, Fora Bolsonaro", disse o rapaz.

Por não ter percebido em nenhum momento que havia uma pessoa atrás de si, Laura Cassano levou um susto e não conseguiu concluir o que dizia.

Na volta da reportagem para o estúdio, o apresentador Carlos Tramontina se posicionou. "Vocês viram que a repórter estava informando, trabalhando e teve o trabalho interrompido, atrapalhado por um invasor", disse ele antes de retomar o assunto.