Moicano animado para ‘teste’ de peso no UFC Brasília: ‘MMA é esporte de resultado’

Moicano terá que pesar 70kg em sua próxima luta no UFC (Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images)

Renato Moicano decidiu subir de categoria no UFC após derrotas para José Aldo e Zumbi Coreano, mas ainda encara o duelo com Damir Hadzovic, no UFC Brasília, dia 14 de março, como um “teste”.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Moicano fez carreira com o peso-pena (66kg) por cinco anos no UFC, mas as dietas regradas e constantes cortes de peso incomodam o atleta de 30 anos. O brasiliense terá quatro quilos a menos para se preocupar antes de 13 de março, data da pesagem oficial, uma vez que seu duelo será na divisão até 70kg, e contou ao blog como isso tem mudado para melhor sua vida na academia nos Estados Unidos.

Veja outras notícias de MMA e lutas

“É diferente. Estou me sentindo bem disposto para treinar, não dá pra debater”, disse Moicano. “Uma coisa é você treinar pra caramba, chegar em casa e ter que comer salada, o frango e carboidrato. Outra coisa é você chegar em casa e ter uma refeição adequada ao desgaste calórico que você teve, repôr as calorias e nutrientes que perdeu”.

Moicano ressalta que também se sentia bem como peso-pena, mesmo perdendo uns quilos a mais peso, mas admite que se sente melhor fisicamente desde que optou pela mudança de categoria. O lutador da American Top Team só baterá o martelo sobre a subida para 70kg após deixar o octógono em sua cidade natal.

“Acho que, no final das contas, isso vai fazer uma diferença importante. Eu sei que (o Hadzovic) é um cara forte, mas a gente vai para jogar na técnica. Vamos poder dizer depois dessa luta se realmente a subida de peso é definitiva, se foi boa ou não. É um teste”, explicou o ex-campeão do Jungle Fight, completando.

“Eu não posso chegar e falar que estou me sentindo bem, que vou arrebentar, isso e aquilo. A gente tem que viver a experiência inteira, analisar, e depois formar uma opinião. A opinião que tenho agora é que estou me sentindo bem treinando com caras de 70kg. Mas o MMA é esporte de resultado, temos que ir lá mostrar o resultado e depois dizer como me senti”.

O brasileiro, que já esteve ranqueado entre os cinco melhores pesos-penas do planeta no octógono UFC, tenta vencer pela primeira vez desde agosto de 2018. Hadzovic, que já lutou no Brasil há dois anos (derrota para Alan Nuguette no UFC Belém), teve sua sequência de duas vitórias quebrada por Christos Giagos em junho de 2019.

Veja mais de Guilherme Cruz no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter