Renato Albani relembra 10 anos de engenharia e troca pelo stand-up comedy

Quem vê Renato Albani brilhando nos palcos de stand up comedy do Brasil, nem imagina os percalços que ele enfrentou antes de conquistar o público. O capixaba, que hoje é amigo de Neymar, Marilia Mendonça e vários jogadores de futebol, ficou 10 anos cursando engenharia antes de entender que os palcos eram o seu local de trabalho. O humorista conversou com o Yahoo! e contou como foi a transição de carreira.

“A dúvida é: por que eu fiz engenharia? Tem até uma piada que ficou muito famosa que diz que 80% das pessoas formadas em Engenharia são Uber, entra no carro e pergunta pra você ver, é um pré-requisito (risos). Eu não era muito bom no curso, sempre ficava mais tempo fazendo festa do que qualquer outra coisa. Sempre gostei de comédia e consumi muita comédia, lia livro, via filme, mas achava que era coisa para eu me divertir”, relembra.

Com a insistência da família para continuar no curso que escolheu para a faculdade, o humorista conta que demorou para notar que queria fazer da comédia também uma profissão.

“Em algum momento de 2009, conheci o stand-up comedy, mas continuei na engenharia porque se desse tudo errado, pelo menos, eu seria engenheiro. O que não quer dizer nada, né? Quando me formei em engenharia, me mudei para São Paulo para viver de comédia. Meu pai ficou maluco quando falei que iria para São Paulo para contar piada, mas decidiu me incentivar.

Completando quase uma década na comédia, Renato relembra do início e quem foi sua maior inspiração.

“O primeiro stand-up brasileiro que eu vi era o pessoal do CQC. Na comédia sou muito fã do Jim Carrey, Tom Cavalcante, Chico Anysio. Também queria muito parecer com o Fábio Rabin, mas não tenho nada a ver com ele, meu humor é diferente, mas eu dava muita risada e achava que tinha que ser parecido, até copiava o jeito dele no palco. Hoje somos amigos”, comemora.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos