Relembre as celebridades que bateram recordes no ano no Guinness Book 2021

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)- O ano de 2021 foi muito importante para algumas celebridades que tiveram a chance de bater recordes e entrar para o Guinness Book.

Logo no início do ano, a premiada foi a cantora Ariana Grande, 28, por conta de ter emplacado cinco hits no topo da Billboard Hot 100: "Thank u, Next", "7 Rings", "Stuck With U", "Rain On Me" e "Positions". Ela acumula 20 recordes no livro com relação às paradas americanas e britânicas e também no streaming.

Beyoncé, 40, também se tornou uma recordista nos Grammys deste ano ao lado de Megan Thee Stallion. Ambas entraram ao Livro dos Recordes como as primeiras mulheres a vencerem a categoria de Melhor Performance de Rap da premiação.

Sucesso mundial, a banda de K-pop BTS tem registrados mais de 20 títulos do Guinness dentre eles o de vídeo com mais visualizações no YouTube em 24 horas, a maior venda de ingressos para um show online e clipe mais assistido em 24 horas no YouTube com "Butter".

Lisa, 24, da banda Blackpink, viu seu single de estreia, "Lalisa", lançado em setembro, se tornar o videoclipe de artista solo com mais visualizações no YouTube nas primeiras 24 horas com mais de 73 milhões acessos.

Billie Eilish, 19, registrou mais de um milhão de adições prévias de seu álbum "Happier than Ever" pelos fãs no aplicativo de streaming Apple Music antes do lançamento do disco em 30 de julho de 2021.

O cantor e vencedor do Grammy Tony Bennett, 95, estabeleceu mais um recorde no Guinness por ser a pessoa mais velha a lançar um álbum novo. O disco foi "Love for Sale", que chegou ao grande público no dia 1º de outubro. Ele tinha 95 anos e 60 dias na ocasião.

Taylor Swift, 31, conseguiu que sua música de dez minutos "All Too Well" fosse a mais longa a alcançar o primeiro lugar no Billboard Hot 100 e, por isso, foi agraciada com seu nome no Livro dos Recordes em 2021.

Já o jogador português Cristiano Ronaldo, 36, recebeu um certificado do Guinness depois de marcar dois gols na vitória de Portugal contra a Irlanda. Com a marca de 111 gols, ele ultrapassou o iraniano Ali Daei com 109 gols e se sagrou o atleta que mais marcou na história de uma seleção no mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos