Regina King sobre mulheres negras: “Somos condicionadas a achar que não podemos ser excelentes”

Mayumi Yamasaki
·1 minuto de leitura
A declaração foi feita em entrevista para a revista The Hollywood Reporter (Reprodução)
(Reprodução)

Em uma conversa com a cineasta Gina Prince-Bythewood, Regina King falou um pouco sobre o momento profissional que está vivendo. A entrevista foi publicada nesta quarta-feira (17) pela revista The Hollywood Reporter.

Ao ser questionada se acha que está atingindo a grandeza, a atriz e diretora norte-americana disse que é difícil para ela usar frases como essa. “É subjetivo. Há momentos em que sinto que sempre fui ótima. Em outros, sinto que não existe grandeza como algo definido”, comentou.

A partir da própria resposta, Regina fez uma análise: “Sinto que, como mulheres negras, somos tão condicionadas a achar que não podemos querer ser excelentes”. Ela também destacou: “Se você nos dá uma pequena janela, vamos chutá-la para abrir e aproveitar o momento”.

Para a artista, esse tipo de comportamento “às vezes pode ser recebido como tirar todo o ar da sala ou ‘nossa como ela é grande e tão barulhenta'”. “É também exatamente o que nos faz únicas; a história do que a mulher negra teve que suportar se tornou parte do nosso DNA”, acrescentou.

Tais declarações vem logo na sequência do anúncio de que Regina King vai estrelar e produzir “Shirley”, uma cinebiografia sobre a primeira congressista negra dos Estados Unidos.