Regina Duarte trocará 50 anos na Globo por Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro, Regina Duarte e Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo (Reprodução / @jairbolsonaro)

Regina Duarte está prestes a dar uma virada na carreira. A atriz foi convidada a assumir a secretaria especial da Cultura do Governo Jair Bolsonaro, mas para isso precisará sair da TV Globo.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Siga a gente!

“A atriz Regina Duarte tem contrato vigente com a Globo e sabe que, se optar por assumir cargo público, deve pedir a suspensão de seu vínculo com a emissora, como impõe a nossa política interna de conhecimento de todos os colaboradores”, informou a TV Globo ao colunista Maurício Stycer.

Leia também

A atriz foi sondada por Jair Bolsonaro, por influencia da primeira-dama Michelle, e após uma conversa nesta segunda-feira (20) eles divulgaram que estão “noivando”. Regina visitará a secretaria na próxima quarta-feira (22) para selar a parceria com o presidente.

A veterana foi criticada durante as eleições de 2018 por apoiar publicamente a candidatura de Jair Bolsonaro. À época ela reafirmou ser conservadora. “Quando conheci o Bolsonaro pessoalmente, encontrei um cara doce, um homem dos anos 1950, como meu pai, e que faz brincadeiras homofóbicas, mas é da boca pra fora, um jeito masculino que vem desde Monteiro Lobato, que chamava o brasileiro de preguiçoso e que dizia que lugar de negro é na cozinha", disse em entrevista ao Estado de São Paulo.

Regina ainda defendeu os cortes de verba para a cultura promovidos pelo presidente no início do mandato durante participação no programa ‘Conversa com Bial’. “O momento agora é de sanar o problema, controlar os gastos. Quem não entender está sendo muito egoísta nas suas ambições. Eu acredito e confio no nosso presidente e tenho certeza de que daqui a pouco o Brasil vai se equilibrar, e as coisas vão melhorar”, explicou.

Militante política há muitos anos, Regina chegou a fugir da polícia durante a ditadura militar e subiu no mesmo palanque que Lula da Silva durante as Diretas Já. Ela lutou pela Anistia Ampla, Geral e Irrestrita.

TV Globo

Regina está contratada pela TV Globo há cerca de 50 anos. Ela estreou no canal em 1969, como protagonista de ‘Véu de Noiva’, de Janete Clair. Com o título de Namoradinha do Brasil, seu último trabalho na emissora foi em 2017. A veterana a cafetina francesa Madame Lucerne, em ‘Tempo de Amar’.

No canal ela ainda trabalhou em sucessos como 'Irmãos Coragem' (1970 e 1995), 'Malu Mulher' (1979), 'Roque Santeiro' (1985), 'Vale Tudo' (1988), 'Rainha da Sucata' (1990), 'Por Amor' (1997), 'Páginas da Vida' (2006), 'O Astro' (2011).